REGRA DA PROPORCIONALIDADE

Se ao fogareiro que ia com os copos e atropelou quatro crianças numa passadeira, nem se dignando parar para fingir arrependimento ou dar uma mãozinha, deixaram-no ficar à solta e devidamente encartado para não lhe darem cabo da vidinha, é lógico e razoável que ao chavalo que atropelou outros dois no passeio a Justiça deva de imediato oferecer uma carta de condução (de que o rapaz, por azar, ainda não dispunha no momento da ocorrência).

 

Ou há reinserção social para todos ou não há moralidade nestas coisas.

publicado por shark às 10:08 | linque da posta