I REST MY CASE

Eis os elementos de prova, extraídos ao acaso de entre as decisões mais mediáticas da Justiça portuguesa:

Uma mulher que matou a filha de 2 anos a pontapé foi condenada a 7 anos de prisão. Talvez cumpra mais de metade da pena.
Um homem que violou uma criança deficiente com 11 anos de idade e que ainda hoje continua dependente de apoio psicológico foi condenado a 4 anos de pena suspensa(!) e a pagar à família da vítima a astronómica quantia de €10.000.

Ajuize quem quiser. Eu sou apenas um leigo. Boquiaberto.
E cada cabeça sua sentença...
publicado por shark às 00:47 | linque da posta