NÃO OLHES AGORA

alma foragida.jpg

Coisas que não podem ser ditas, angústias proscritas na boca e reclusas no coração. Segredos cativos, talvez ignorados nas masmorras do esquecimento em que se transforma o pensamento quando a verdade nos dói.
À espera de uma ocasião imprevista para se esgueirarem, na ânsia de escaparem para os cenários fantasiados de um crime por cometer.
Só precisam de obter uma fracção de segundo, um instante em que não se conseguem esconder essas coisas que não podem ser ditas mas espreitam pelas janelas abertas no momento de desatenção fatal de um olhar guardião prisional das emoções que alguém tentou ocultar.

Uma alma escondida com sonhos de foragida que sem querer deixou espelhar.
Tags:
publicado por shark às 07:38 | linque da posta