NOTAS VALSAS

musica para olhar.gif

O som do piano que ecoa na sala por entre as vénias que o silêncio lhe oferece nas bocas caladas de quem se presta a ouvir.
A música das palavras ditas dessa maneira, tocadas pelos dedos cuja mestria se mede na reprodução fiel de emoções escritas numa pauta para alguém as interpretar depois. O teatro musical, dramático o impacto daquela virtuosa combinação dos sons nos ouvidos sensíveis e conhecedores.

A expressão de inspirados autores na impressão traduzida nos rostos de olhares perdidos pelo palco imaginário para onde a música os transportou. Ou fechados à realidade do auditório improvisado onde as teclas produzem cores que voam pelo ar como pássaros a planar ao sabor do vento que soprou do coração de um compositor. No céu da imaginação.
Talvez uma ode ao amor ou apenas a evocação de uma sangrenta batalha, a glória de um monarca ou a euforia alheia de uma paixão que se absorveu.

Nas notas alinhadas em silêncio, o ritmo e o tempo de cada momento contado nas teclas por dedos esguios. Para experimentar num mutismo reverente e no fim aplaudir.
Bailar com os olhos a melodia na pauta que pode ser feita de vários papéis, num palácio de sonho como rainhas e reis ou como simples peões num enredo qualquer do tabuleiro universal.

O silêncio final rasgado na sala pelas palmas das mãos quando vibram ainda os últimos acordes, o derradeiro capítulo, o acto terceiro de mais uma peça solta na vida que se escuta, tal e qual como se vê.

Ou talvez nas entrelinhas de um livro que se lê.


(Hoje, dia de S. Jorge, é também o Dia Mundial do Livro)
Tags:
publicado por shark às 08:36 | linque da posta | sou todo ouvidos