CABO DAS TORMENTAS

Dedo no leme, olhos colados ao horizonte no monitor. Navego pelo amor, comando à distância, parto para onde o coração me levar.
Movo-me afinal pela urgência de za(r)par rumo ao teu canal.
publicado por shark às 19:26 | linque da posta | sou todo ouvidos