Sábado, 20.10.07

(LIS)BOA TODOS OS DIAS

love tower.JPG
Foto: Shark
publicado por shark às 10:45 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (10)
Sexta-feira, 19.10.07

PREOCUPA-ME A SUBIDA DO PREÇO DO PETRÓLEO...

...Mas o que me aterroriza mesmo é o dia em que for a água a fazer notícia nessa perspectiva.
publicado por shark às 23:03 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

EU GOSTO DE ANIMAIS

girafa idosa.JPG
Foto: Shark
publicado por shark às 14:02 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)

DAR O OURO AO BANDIDO

Esta situação a acontecer mesmo aqui ao lado, aquela discussão do tratado para nos federar pela surra porque se deram mal quando o tentaram fazer às claras (com referendos e outros engulhos democráticos que nada servem os interesses da classe política europeia), está a deixar-me num conflito emocional interior.
Se por um lado me arrepia olhar para os sorrisos de felicidade dos líderes europeus na sequência do complicado acerto de posições entre os vinte e sete (se fogem às consultas populares é porque adivinhavam bronca), pelo outro sinto-me vaidoso pela forma como o Sócras e o seu novo grande amigo Durão conseguiram dar a volta ao assunto. E com tamanha limpeza que até já tinham umas garrafinhas de um espumante nacional de 95 no armazém (tá mal a insistência do Sócras em impingir a pinga ao presidente francês, eu reparei, malandro do rapaz...).

Embora reconheça que a adesão à União Europeia é uma escolha sem alternativas, aderimos ou afundamos, comecei a temer o pior quando percebi que a coisa iria muito para além da simples parceria económica e, eventualmente, do acerto de agulhas em matéria de coordenação de forças policiais e pouco mais.
É que o entusiasmo dos políticos, exuberantes pelo crescendo do conceito de integração que lhes abre as portas a outro campeonato (Durão Barroso foi apenas o primeiro a perceber o filão), não tem paralelo com o das populações da maioria das nações agora bem encaminhadas para o que cada vez mais se parece com uma federação.
E sinto que estas decisões devem ser referendadas, nem que seja para o assunto ser debatido e as pessoas terem acesso a informação acerca de algo cujas implicações futuras são imprevisíveis porque dependem de muitos factores e alguns destes são demasiado aleatórios para podermos confiar às cegas.

Por isso não consigo reprimir algum orgulho pelo bom desempenho dos que nos representam nestas coisas, embora me sinta ameaçado pelo controlo entregue assim de mão beijada à parte mais directamente interessada (a classe política) e que não constitui propriamente uma malta da nossa inteira confiança. E nem preciso de apontar o dedo aos que lá estão, pois o passado ensina-nos que quando estas coisas são mal pensadas ou os azares batem à porta as proporções podem tornar-se mesmo descontroladas.

E nesse contexto, se calhar um referendo a propósito não seria nada má ideia.
publicado por shark às 11:23 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (5)

DE UM TEMPO JÁ SEM PERNAS PARA ANDAR

tanque de lavar roupa.jpg
Foto: Shark
publicado por shark às 00:03 | linque da posta | sou todo ouvidos
Quinta-feira, 18.10.07

A POSTA SUNRISE

sunrise.jpg
Foto: Shark

Na única vez em que dei comigo a tentar perceber o que aquelas proeminências peitorais teriam de tão especial para exercerem tamanho fascínio e um apelo tão poderoso ao meu olhar tive duas reacções quase imediatas. A primeira foi pensar com os meus botões que se questionava um facto desses é porque estava prestes a pegar de marcha-atrás. A segunda serviu apenas para desmentir a primeira.

Os entendidos, que os há em todos os domínios do conhecimento e para satisfação de toda a curiosidade humana, afirmam que uma das explicações plausíveis é o desmamar precoce de uma criança. Um trauma para a vida que transforma cada peito mais saliente num comando à distância dos nossos globos oculares, coisa do foro psicológico ou outro pretexto qualquer para um gajo evitar uma potencial lambada da pessoa sob intensa e bem focada observação.
Outros atribuem esse fenómeno a instintos ancestrais, coisa de mamíferos muito recuados na escala evolutiva que transmitiram de geração em geração a importância de saber mamar para poder singrar numa vida na selva (urbana, também).

Quem não chora não mama e eu confesso que, nessa perspectiva, ando sempre de lágrima no canto do olho. Anos decorridos sobre esse momento singular de reflexão acerca da irresistível atracção que agora assumo como inexplicável também, continuo sem respostas mas permanece intacta a minha vontade de investigar o tema (ainda que sob processos isentos de dúvida metódica, ou seja: não há dúvidas mas vale sempre a pena aplicar os métodos).

De facto (e dá sempre um impacto do caraças começar um parágrafo assim), existem partes do todo que nos compõe que nem vale a pena interrogar. Como o amor, esse insondável mistério (basta envolver gajas), ou o tal deslumbramento por uma parte específica da anatomia feminina.
Pouco nos interessa como e porque nasce o sol quando nos sentamos na falésia a apreciar a despedida da noite, encantados pela explosão de cores no céu.

E por isso abdico de uma explicação para uma tendência que, por isto ou por aquilo, parece nascer com a pessoa e algum propósito servirá ou simplesmente não existiria.
Apenas me esforço por evitar as “bandeiras”, apurando a visão periférica em cada uma das várias auroras que um dia vivido num país tão cheio de sol me proporciona.
publicado por shark às 11:27 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (8)

LET´S PARTY!

help.jpg

Imaginem que se vêem a braços com a organização de uma festa com a presença de cerca de trinta putos entre os 4 e os 12 anos, entre os quais alguns com reputação endiabrada.
Tenham em conta a presença de um insuflável com quase dez metros de comprido, duas dezenas de adultos para alimentar e entreter e tudo o mais que se possa associar. Tudo isto a pouco mais de uma semana de distância.

Agora imaginem que o cenário circundante é a vossa própria casa…
publicado por shark às 10:17 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (9)
Quarta-feira, 17.10.07

BLACK & WHITE

regresso ansiado.jpg
Foto: Shark
publicado por shark às 09:44 | linque da posta | sou todo ouvidos

BANCO DE JARDIM

Quero herdar
ainda em vida do meu familiar...
publicado por shark às 00:38 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

BANCARROTA

Nem um micro-crédito concedo a algumas opiniões.
publicado por shark às 00:31 | linque da posta | sou todo ouvidos

SÓCLATES O GLANDE!

Até aquele presidentezeco, o George Bush ou lá quem ele é, recebeu o Dalai Lama...
publicado por shark às 00:19 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)
Terça-feira, 16.10.07

UM FILHO E MILHÕES DE ENTEADOS

Se não tens pais ricos, não jogas no Euromilhões, nem és accionista do Millenium BCP não contes que te perdoem as prestações da casa ou do carro em falta...
publicado por shark às 23:48 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

FERNÃO CAPELO

nas calmas e mainada.jpg
Foto: Shark
publicado por shark às 19:43 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

FAZ DE CONTA QUE É FICÇÃO

O dia estava bonito mas o gajo de trás insistia em buzinar o seu alheamento a essa realidade prazenteira.
Nada havia a fazer, de resto, bloqueada que estava a via com alguém que decidira trabalhar naquele local e à mesma hora a que o gajo de trás pretendia passar depressa.
Era uma pequena camioneta numa operação de descarga, mas a estrada, secundária e de sentido único, não tinha berma nem espaço suficiente para passarem dois veículos lado a lado.
Restava pois ao gajo de trás aguardar a sua vez e entretanto apreciar o dia bonito que estava.

O gajo da frente fazia de conta que nem percebia, espraiando o olhar pela paisagem campestre enquanto o de trás bufava e buzinava e perdia aos poucos a compostura, apressado para ir a algum lado que, numa tarde de sábado, dificilmente se trataria de compromisso profissional.
Ao seu lado uma jovem produzida, bonita como o dia que estava e o seu companheiro apressado não queria apreciar, desviava o olhar para o lado oposto e tentava ignorar-lhe a atitude imbecil.

Lá fora o dia estava bonito, mas o barulho que o gajo de trás produzia rasgava o relativo silêncio num ponto da paisagem onde apenas se vislumbravam as filas de oliveiras e os montes ao longe a partir dos quais existia de novo a civilização como o gajo de trás a entendia.
Naquele ponto específico havia apenas um grupo de árvores, paisagem, e aquela taberna com toldo de café que só era abastecida quando o rei fazia anos ou quando empatava cretinos apressados como o gajo de trás.

O gajo da frente, com uma calma aparente, aguardava apenas um momento crucial.
O camionista, que corria para a porta do seu veículo de trabalho e implorava com as mãos juntas, fingindo que rezava, a todos o perdão. Que o gajo de trás lhe negava, cuspindo palavrões. E buzinando outra vez, numa espécie de ponto parágrafo ao vernáculo que a jovem ao seu lado parecia ter por habitual.

E nesse preciso instante, o gajo da frente desligou o carro e fingiu tentar dar à chave de ignição.
Depois abriu o capot, dirigiu-se à parte de trás do seu automóvel, calmeirão e aspecto pouco dócil, armou o triângulo mesmo nas barbas do colérico, trancou as portas e começou a caminhar em direcção a nenhures, deixando o outro boquiaberto e bloqueado nas ideias também, mão pousada sobre a buzina inútil.

Ao seu lado a jovem sorria discretamente e saboreava interiormente os cenários possíveis para a sequência daquela situação, enquanto a figura do gajo da frente desapareceu de repente por detrás de uma oliveira mais larga no tronco onde, de resto, se encostaria e pouco tardaria a adormecer.
publicado por shark às 14:25 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (3)

UM DIA QUE COMEÇA ASSIM...

nascido debaixo da ponte.JPG
Foto: Shark

...Não pode ser um dia mau.
publicado por shark às 09:13 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (9)
Segunda-feira, 15.10.07

(LIS)BOA TODOS OS DIAS

tickets prá manife.jpg
Foto: Shark
publicado por shark às 21:43 | linque da posta | sou todo ouvidos

BLOG ACTION DAY (3)

A Casa de Alterne também contou para a estatística dos aderentes à iniciativa que tenho vindo a divulgar, pois nestas coisas interessa acima de tudo o número de participantes confirmados.

E já agora que falo da minha casa no Blogger, aproveito para informar os que vêm aqui acima de tudo pela bonecada que a partir de agora a Casa de Alterne vai funcionar como um arquivo de fotos que não publico aqui por esta ou aquela razão. E porque no Blogger dá para ver as fotos ampliadas, clicando-as.

Está feito o aviso e subentendido o convite para visitarem as instalações reabertas ao público, agora como "galeria"...
publicado por shark às 20:23 | linque da posta | sou todo ouvidos

BLOG ACTION DAY (2)

os inocentes do costume.JPG
Foto: Shark


Uns afirmam que está a acontecer por culpa da desastrada intervenção humana.
Outros preferem a tese de que se trata de um fenómeno cíclico, natural, sem outra culpa que não a da “imperfeição” de uma Natureza que não foi talhada para beneficiar as espécies de longa duração (como os dinossauros podem testemunhar).
Contudo, uns e outros concordam num aspecto que me parece o cerne da questão: está a acontecer uma alteração climática e não há como escamotear essa realidade assustadora para a nossa frágil condição.
Seria mais fácil embarcar na posição dos que se sentem alheios à degradação da atmosfera terrestre e atribuem a alguns ecologistas interesseiros e a uns quantos cientistas obcecados pelo doom´s day esta súbita psicose instalada por causa dos sinais flagrantes de que algo está a correr muito mal.
Se os diversos estudos científicos que alertam para o problema padecem da habitual contra-reacção dos descrentes ou dos poderes a quem não interessa verem-se associados a tamanha bronca, os factos à vista desarmam as próprias indústrias visadas pelo estigma da poluição e é cada vez mais óbvio o seu desespero de causa na camuflagem das suas culpas no cartório.

É tudo verde na publicidade institucional das empresas petrolíferas e suas dependentes de sectores vitais como a indústria automóvel. De repente, e apesar de numa primeira fase terem tentado lançar o descrédito sobre os pioneiros da comunidade científica na denúncia desta ameaça letal, é nítido o investimento na imagem e nas energias alternativas que dão com uma mão aquilo que a outra parece já ter-nos tirado a uma escala global.
Tal como o cancro do pulmão levou anos a ser associado ao consumo do tabaco, pois é…

Nunca escondi a minha inclinação para a teoria de que a trampa mais perniciosa na origem das alterações climáticas é a Humanidade quem a produz. No entanto, à medida que os sinais se multiplicam e com consequências devastadoras em pontos cada vez mais aleatórios do planeta, começo a abdicar da defesa dessa corrente em prol de uma que conduza a um esforço indiferenciado na motivação e baseado no tal ponto de convergência que tempestades brutais, incêndios calamitosos e outras improbabilidades estatísticas impõem com uma razoabilidade que nas últimas décadas escasseou.

Ou seja, é irrelevante a quem pertencem as culpas de, no mínimo, ser nítida a aceleração do fenómeno por via do efeito estufa que algo ou alguém está a alimentar.
Eu assumo as minhas e tento disciplinar hábitos e atitude por forma a contribuir com o meu quinhão muitos dígitos à direita do zero percentual, embora esteja longe de me permitir uma consciência tranquila.

E por isso tento aumentar um nadinha a minha contribuição no sentido de nos concentrarmos nesse esforço comum para adiar o que parece ser inevitável e esperar que a evolução científica e tecnológica nos permita enfrentar o pior que dizem ainda estar para vir.

No nosso tempo de vida, de acordo com os mais pessimistas.
publicado por shark às 10:44 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (15)

BLOG ACTION DAY

É hoje.
E ontem já era tarde.
publicado por shark às 09:08 | linque da posta | sou todo ouvidos

EU GOSTO DE PESSOAS (Especial Eu Gosto de Públicos)

italian blue.jpg

-//-

este gajo faz lembrar o rui zink.JPG

-//-

loirinha a curtir o som.jpg

-//-

até que idade pensas divertir te.JPG

-//-

em meditação.JPG

-//-

o gajo parece mesmo o rui zink.JPG

Fotos: Shark
publicado por shark às 01:35 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

KUMPANIA ALGAZARRA (4)

algazarra em boa kumpania.jpg
Foto: Shark

E de repente, a música desce à rua e a festa acontece por contágio.
publicado por shark às 01:01 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

KUMPANIA ALGAZARRA (3)

ritmo variado.jpg
Foto: Shark
publicado por shark às 00:50 | linque da posta | sou todo ouvidos

AS CAROLAS A ABANAR

música sem corantes.JPG
Foto: Shark
publicado por shark às 00:40 | linque da posta | sou todo ouvidos

KUMPANIA ALGAZARRA (2)

a musica é um prazer.jpg
Foto: Shark

Os outros percebem a boa onda quando a ouvem.
publicado por shark às 00:22 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

PALCO EM REPOUSO

the stage.JPG
Foto: Shark

Um espaço em silêncio. À espera deles e da vida que criam enquanto a traduzem em sons.
publicado por shark às 00:07 | linque da posta | sou todo ouvidos

Sim, sou eu...

Mas alguém usa isto?

 

Postas mais frescas

Para cuscar

2019:

 J F M A M J J A S O N D

2018:

 J F M A M J J A S O N D

2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

2005:

 J F M A M J J A S O N D

2004:

 J F M A M J J A S O N D

Tags

A verdade inconveniente

Já lá estão?

Berço de Ouro

BERÇO DE OURO

blogs SAPO