ESTAMOS ARRUINADOS

coelhomaluquinho.jpg

Qualquer cemitério está cheio de insubstituíveis. Aos blogues também é capaz de se aplicar essa premissa. Mas no meu modesto entender, o fim d’As Ruínas Circulares é um golpe duro na piada desta cena.
E não se trata apenas do espaço que me preencheu horas da existência. O cabrão do puto, o João Pedro da Costa, caiu-me no goto e tornou-se numa das minhas referências da blogosfera. Um blogtrotter, como lhe chamei tempos atrás.

Sem dramatismos, diz ele. Claro, que remédio...
O coelhinho suicidou-se mesmo nas nossas barbas e ficámos todos sem perceber o desenho, apanhados na curva pela decisão do Ruinoso-Mor.
Estou inconsolável e estes últimos dias já não andavam a correr muito bem.
Vale-me a promessa de contar com ele no dia 19 de Março, no encontro alentejano, a minha oportunidade de o fazer pagar caro por esta deserção.

A minha blogosfera ficou muito mais pobre. A vossa também.
publicado por shark às 18:49 | linque da posta | sou todo ouvidos