(EN)FORCADO AMADOR

Decidiu enfrentar com coragem o momento, oferecer o peito à morte como um soldado sem medo, olhos nos olhos com a besta interior que há muito o queria tomar de assalto consigo a fugir, lá dentro, fora de si naquele momento em que reunia finalmente a determinação necessária, a loucura temporária que a própria lei aceitava como desculpa para quem a conseguia provar.

 

O sol poente reflectido no seu olhar marcava a hora adequada para o duelo dramático que se propunha, olhos nos olhos de um cego para reinar e assim poder mandar em si mesmo e tomar a mais radical das decisões, tanto tempo depois, tantas hesitações e agora via a besta preparada para avançar, diante do seu olhar iluminado, alucinado, alaranjado pelo final de um dia que escolhera para último dos seus.

 

A corda pendurada no galho mais grosso da árvore isolada no cimo de um monte e a besta a soprar mais adiante, preparada para atacar, lá dentro, fora do mundo que aquele momento se preparava para despedir enquanto alojamento de uma vida insatisfeita com a qualidade do serviço prestado.

O olhar perdido no horizonte onde o sol já pousava para assistir na bancada ao momento de um fim, a besta a correr enfim na direcção do cobarde herói que fugia mas pensava que fazia frente ao medo com a força de um nó, um homem nu, um homem só, em cima de um banco de cozinha, ofegante, com a besta poderosa num frente a frente, um homem enlouquecido, das coisas boas esquecido, a sós no redondel, os nervos à flor da pele e o banco inclinado quase sem querer e o nó a apertar o pescoço pendurado de um corpo iluminado pela derradeira luz, a pega de caras consumada sem público a aplaudir.

 

O homem sentado a rir do acto falhado, a corda a partir e a besta dominada num momento trapalhão, o homem nu sentado no chão, as lágrimas limpas dos olhos para aproveitar o resto do ocaso de que apenas por mero acaso seria espectador.

 

O tempo prolongado pelo ímpeto desastrado de um aspirante a matador.

Tags:
publicado por shark às 00:52 | linque da posta | sou todo ouvidos