VOLVO PARA O PO(L)VO

Tinha-a em conta como a marca que mais investia na segurança dos veículos que produzia. Admirava a sua aposta no que me parece ser a mais importante das prioridades de qualquer empresa da indústria automóvel e só não tive um até à data porque a segurança não sai barata e o preço de um Volvo nunca esteve ao alcance da minha bolsa.

Agora a famosa marca de origem sueca passou para as mãos dos chineses.

 

E eu, talvez influenciado pela proliferação das lojas dos trezentos com aroma oriental, olho para aquilo que caracteriza a esmagadora maioria dos produtos made in china e não consigo evitar concluir que a Volvo e tudo aquilo que representou tem os dias contados.

Como de resto parece acontecer com quase tudo o que nos chega às mãos neste tempo da globalização com a f(r)actura exposta.

publicado por shark às 00:28 | linque da posta | sou todo ouvidos