JUSTIÇA BEM ESTACIONADA

A ver se percebi:

Domingos Névoa, o carola da Bragaparques, foi condenado a uma multa de cinco mil euros por corrupção activa para a prática de acto ilícito.

Ricardo Sá Fernandes foi condenado a uma multa de dez mil euros por apelidar o outro de corruptor e vigarista.

Ou seja, a um gajo que foi condenado por comprovadamente ter tentado comprar os favores de um autarca é aplicada a uma multa no valor de metade da que coube a um gajo que chamou o boi pelo nome.

Ou seja outra vez, o corruptor condenado vai receber do Ricardo Sá Fernandes o suficiente para pagar a multa a que o sentenciaram (e da qual recorreu, claro...) e ainda recebe uns trocos que dão para estacionar uma data de viaturas num dos seus parques espalhados pelo país.

 

Não devo ter percebido.

E não venham os juristas com a converseta do costume, ah e tal que quando ele chamou corruptor ao outro ele ainda não tinha sido condenado, pois eu devolvo já que não tinha sido condenado porque a Justiça portuguesa é a trampa que se vê em matéria de juízo mas consegue ser ainda mais merdosa no que respeita à rapidez na análise dos processos. E para mim, leigo, o que interessa é que o crime (agora confirmado pelo tribunal) já tinha sido cometido.

 

Agora pergunto eu:

Se um corrupto viesse ter com algum familiar meu e tentasse oferecer-lhe uns trocos em troca de uns favores ilícitos e eu até calhasse ouvir a conversa não podia chamar corrupto ao gajo só por ter uma sentença pendente?

Era só o que faltava!

 

É que não há mesmo maneira de dar a volta ao texto: Portugal tem o sistema completamente invertido nas prioridades e desprovido de senso comum. Ou mesmo de bom senso, se tivermos em conta a mensagem que a comparação entre estas duas sentenças transmite a quem ainda esteja indeciso entre mergulhar de cabeça no fartar vilanagem ou abdicar do lucro fácil pelo prazer de chamar nomes feios a estes coirões que impõem a lei da $elva e desvirtuam por completo as regras do jogo.

Uma pessoa às tantas até olha para os juízes e fica a pensar se... mas não, não deve ser isso...

 

Assim vou percebendo melhor o rancor da magistratura para com o Bastonário Marinho Pinto...

publicado por shark às 16:20 | linque da posta | sou todo ouvidos