PONTO DA SITUAÇÃO

Ponto por ponto, unidos para a resistência contra o primado da reticência e das vírgulas mal colocadas de propósito para mudarem o sentido da expressão.
Sisuda, perante o papão de uma loucura disfarçada pelas aspas que fingem brincar, lado a lado, no pátio do recreio onde as palavras se preparam para saltar para o escorrega no céu da boca até atingirem o chão.
Um ponto de interrogação, hesitante, tentando manter distante a certeza da verdade com a dura realidade da dúvida perguntada, a resposta exclamada em surdina, entre parêntesis que a afastam da melhor interpretação.

O equívoco na pontuação, ponto por ponto, mais um traço para criar o espaço necessário para toda a gente perceber que cada palavra é só discurso para adiar o ponto de partida que já não tarda chegada ao seu destino fatal...

 

E esse será o ponto parágrafo final.

publicado por shark às 22:50 | linque da posta | sou todo ouvidos