EMUDECIDO

Vivia na mesma gaiola onde um dia nasceu. Nada mais conhecia do que aquele espaço e vivia feliz, cantava de uma forma que agradava e tratavam-no bem, sorriam e não raras vezes diziam que era a alegria daquela casa.
Mas um dia colocaram a gaiola muito perto de uma janela e conseguiu pela primeira vez espreitar a rua, outro mundo, e reparou lá ao fundo num bando de pombos que passeavam pelo céu e pareciam celebrar o calor do sol.
Olhou as próprias asas e foi então que se apercebeu da realidade da sua condição, passava o dia inteiro num doce cativeiro em vez de partilhar a alegria de voar em liberdade com os seus iguais.

 

E foi nesse dia que decidiu não cantar mais.

Tags:
publicado por shark às 10:19 | linque da posta | sou todo ouvidos