CEM PALAVRAS

Nada mais e nada menos. Apenas o bastante para dizer aquilo que se quer. Tudo. Ou nada.
Nenhuma palavra desperdiçada em vão, cuspida para o meio do chão virtual onde se espalham as palavras entornadas que podiam ficar por dizer. Palavras que ninguém vai escutar ou mesmo ler, por falta de tempo, de interesse ou de paciência.
Palavras arrumadas num contentor numérico, confinadas a uma dimensão suficiente para cumprirem o seu desígnio.
Nada mais e nada menos do que cem. Suficientes para exprimir seja o que for, o ódio, a indiferença ou o amor.

 

Mas sem palavras não fico eu...

publicado por shark às 11:23 | linque da posta | sou todo ouvidos