A POSTA ANTES QUE MURCHE

imuralha.JPG
Foto: sharkinho

Nem só nos rostos de passagem pelos caminhos trilhados e pelos que faltam trilhar o tempo impõe e ilustra a mudança com a inexorabilidade das suas marcas.
Em nosso redor, as provas acumulam-se do crime que nos sentencia.
A pena que sentimos, tarde demais, de nos encarcerarmos numa ilusão.

A de que o tempo que esbanjamos fica à nossa espera, à espera de que acordemos para as mensagens que nos deixa à consciência. O tempo que nos resta para aprendermos a lição, para abrirmos os olhos à verdade que nos dói da certeza de um fim ou de uma transição definitiva para uma dimensão sem garantias, talvez sem a beleza dos recados que o tempo nos oferece, gentil, em cada canteiro que entretanto cuidou de florir nos poucos espaços concedidos pela leviandade grosseira da nossa permanente distracção.
publicado por shark às 16:17 | linque da posta | sou todo ouvidos