O GAJO NÃO ME FEZ MAL ALGUM, EU SEI. MAS O MEU MAU FEITIO...

O Daniel Oliveira não é um blogueiro da minha predilecção. Nem uma pessoa que me suscite empatia, nomeadamente na sua condição de figura pública que me causa alguma estranheza. Por não lhe reconhecer mérito para a assumir.

 

Ainda assim, isso não passa da minha opinião enquanto blogueiro e tele-espectador e acredito que o DO se esteja nas tintas para a mesma.

Isso não invalida, porém, que eu nunca desarme na observação atenta das incongruências e incoerências que aos meus olhos definem as pessoas na sua essência e no calibre da respectiva capacidade intelectual.

 

No mais recente programa Eixo do Mal a intervenção inicial do Daniel, muito acertada, incidiu na triste figura de Manuela Ferreira Leite quando no Parlamento entendeu aproveitar politicamente a associação de José Sócrates ao caso das sucatas. Que tá mal, dizia o DO, que é incorrecto, confirmava o DO.

Mas depois, na mesma toada e imediatamente a seguir à fundamentação da sua crítica ao facto de ser incorrecta a postura da inefável líder da oposição, o DO deixou escapar o venenozinho contraditório: "ah e tal, mas claro que é estranho o nome de Sócrates aparecer sempre associado a estas coisas...".

 

Estranho é criticar alguém por fazer o mesmo que fazemos logo a seguir. É que no fundo, o que MFL fez foi arrastar para o Parlamento a suspeição que só a fuga de informação permitiu e que nada implica de concreto até à data.

 

E o bacano do Daniel, um esmero de coerência, fez exactamente o quê com o acrescento insidioso da sua estranheza?

publicado por shark às 12:10 | linque da posta | sou todo ouvidos