ESSA MÃO

Essa pele que é a minha, a sensação que o corpo não estranha, familiar, essa mão que acaba de tocar esta pele que é a tua, arrepio.
Esta noite que é a nossa, toda nua, a emoção prateada pela lua, a brilhar, esta luz no teu olhar, tão quente, o amor emergente.

 

Já não resiste.

O frio.

publicado por shark às 22:08 | linque da posta | sou todo ouvidos