A POSTA QUE GOSTAVAS DE TER TOMATES PARA RETORQUIR ÀS CLARAS

Por mais voltas que dê ao assunto não consigo encontrar uma base de sustento para qualquer raciocínio que me possa afastar do preconceito de que os comentadores que aproveitam o anonimato para mandarem umas bocarras não passam de uns cobardolas.

É um tema recorrente na blogosfera, dada a aparente tentação sentida por alguns (e algumas) para destilarem os azedumes por detrás da mascarilha (que já lhes deu mais cobertura no passado, agora às vezes entala-se um ou outra…) por não terem a dignidade e a coragem e mais uma data de coisas que fazem a diferença para melhor em qualquer ser humano.
 
Onde é que está a dificuldade de darem a cara pelas suas opiniões? Têm vergonha de serem tão mesquinhos/as e de se assumirem em público nessa condição?
Pois, é uma gaita a pessoa ter que dar a cara pelos seus impulsos destravados. Tem consequências desagradáveis, bem o sei. Mas é a única forma de não vestirmos a pele das criaturinhas merdosas que se arrastam num lodaçal interior e quando este transborda preferem manter a pala de pessoas de bem.
Não o são ou fariam de outra forma, com mais inteligência (por exemplo). Mas até podiam entrar a matar, sabendo de antemão que obteriam muito melhores resultados se assumissem a pele verdadeira por debaixo da mascarilha que tanto enoja quando a ideia é atacar a imagem dos outros.
 
Acreditem que não está sequer em causa para mim a legitimidade dos desabafos ou dos pretextos que lhes dão corpo. Apenas me repugnam desde sempre as denúncias anónimas, pela cobardia inegável por detrás de tal opção e que acaba acrescida pelas coisinhas de treta que na blogosfera costumam motivar quem não sabe reprimir as suas emoções negativas. Ou seja, se os/as cobardolas são incapazes de darem a cara por assuntozinhos irrelevantes é fácil de adivinhar a sua essência quando têm que enfrentar situações sérias de conflito ou de simples antagonismo com alguém.
 
E surpreende-me que pessoas aparentemente inteligentes não consigam chegar por si mesmas a estas conclusões.
publicado por shark às 13:33 | linque da posta | sou todo ouvidos