A MALTA FALA, FALA...

Escuto os desabafos no café, à entrada das lojas e no meu contacto profissional constante com pessoas de todas as idades, classes sociais e cores partidárias.

Somos povo, e eu ouço o povo que reclama a Justiça na qual perdeu a confiança e redescobre aos poucos o temor. E ouço o povo que murmura desânimo pela impotência perante a roubalheira cada vez mais descarada por parte dos que não olham da mesma forma para cada fim de mês. E ainda escuto as descrições de como cada vez mais povo desvia das garras fiscais os impostos que sustentam "a corja", confiando os rendimentos aos elaborados esquemas que fazem prosperar a economia paralela.

Também ouço o povo ameaçar que emigra, que foge, que abandona aquilo a que chama "esta merda de país".

 

Mas ainda não ouvi povo algum a gritar ou a sugerir sequer qualquer espécie de revolução...

 

 

publicado por shark às 12:11 | linque da posta