NÃO FAZ DE CONTA

Quando precisares que te dê a mão para te puxar do poço onde por azar ou cegueira temporária caíste ou te empurraram, estarei lá com uma corda bem grossa para que não me escorregues do pulso. Mas depois, não esperes que te lamente e que brade quão coitadinha estarás. O mais provável é levares uma chapada nas ventas. E dar-te-ei colo a seguir se para aí estiver virada.
E eu também te gosto sim embora enquanto o diga não dê saltinhos.

publicado por shark às 16:09 | linque da posta | sou todo ouvidos