EMUDECE O TEU OLHAR

Faz de conta que não vês, na mensagem que divulgas. Vira as costas às palavras que te possam atraiçoar a vontade de nem sequer reparar nos detalhes que te agridem.

Guarda para ti os sinais inequívocos da farsa que detectas por entre as palavras que são tretas concebidas para te dissuadir de uma vingança que não pretendes de todo abraçar.
Desvia para o lado o olhar e ignora essa raiva que sentes agora perante a revelação que não passa de uma confirmação de algo que preferias não saber.
Inibe-te de o dizer em voz alta, nas palavras que soltas, no teu peito que salta enquanto cobres a boca com uma mão para silenciares o teu coração exaltado.
Concentra a atenção noutro lado e esquece aquilo que te grita a lucidez quando pensas naquilo que vês e chegas à conclusão de que afinal tinhas razão para substituíres a esperança por uma prudente desconfiança das palavras que te possam oferecer.
 
As palavras que fazem doer, que possam fazer-te mal, quando as desnudas com uma perspectiva racional e as comparas com as acções ou apenas com as omissões que as denunciam na essência tão fútil.
 
E tu sabes bem que é inútil expores a verdade para que a insultem com os desmentidos normais ou as reacções habituais que te enojam pelo grau de desfaçatez.
 
Faz antes de conta que não vês…
publicado por shark às 23:19 | linque da posta | sou todo ouvidos