E POR FALAR EM PEDAGOGIA...

Dentro da minha escassa informação acerca do assunto, nomeadamente no que respeita à parte de quem está no convento e sabe o que lá vai dentro, este alarido em torno da avaliação dos professores já me permitiu identificar três vértices do rectângulo:

O dos que lutam empenhados contra a carga burocrática implícita e suas consequências na gestão do tempo disponível para leccionar propriamente dito, os que defendem a tese de que os professores não querem é avaliação alguma e o resto são tretas e os sindicatos que já perceberam o tamanho do filão em termos mediáticos a ponto de quererem rasgar um acordo firmado anteriormente para agudizarem o extremar das posições.
 

Para ter a compreensão global, embora necessariamente aligeirada, do fenómeno falta-me apenas a esquina do Ministério. E a avaliar pelo que tenho ouvido da Ministra perspectivo um quarto ângulo envolto num enigmático manto de mistério.

publicado por shark às 10:43 | linque da posta | sou todo ouvidos