Domingo, 05.12.10

A POSTA MISTÉRIO DA SEMANA

Cada vez acredito menos em coincidências e mais em ligações mal ou mesmo nada encobertas.

publicado por shark às 17:18 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)
Terça-feira, 14.07.09

MILÍCIA POPULAR

Descobriram que se tratava de um assassino de crianças, violara duas delas até. Dizia-se.

E o povo da aldeia, em surdina, começou a falar coisas estranhas, ódio entre dentes que os olhos cuspiam à passagem do ancião.

Os dois únicos petizes da terra deixaram de brincar junto à casa do recém-chegado, o homem que descobriram ter sido libertado da prisão depois de cumpridos apenas doze anos da pena que não metia dó a ninguém naquele lugar onde o homem decidira passar os últimos anos da sua vida à solta no meio das pessoas normais.

Ninguém lhe vendia fosse o que fosse, ninguém o cumprimentava e toda a gente se desviava do seu caminho conspurcado por crimes de um passado que alguém, dizia-se, lhe descobriu.

 

Um dia o povo decidiu. Reuniram os rapazes e os homens mais capazes da aldeia junto ao pelourinho e juraram determinação na hora de tudo acontecer.

O homem, esse bandido, acabaria por morrer a golpes de sachola e de ancinho e toda a gente na aldeia sabia que ninguém foi, ninguém vira ou participara no ajuste de contas com o canalha daqueles a quem ninguém valha num momento de aflição.

A culpa morreria solteira, não fora no dia seguinte chegar à aldeia um forasteiro que o Cabo António da GNR identificou em segredo a um primo que contou à mulher que espalhou como um vírus a verdade tão difícil de engolir que alguém finalmente se chibou.

publicado por shark às 22:38 | linque da posta | sou todo ouvidos
Sexta-feira, 25.07.08

A CONFIANÇA HIPOTECADA

Quando um cidadão arreganha a dentuça na defesa dos seus interesses perante um colosso qualquer sente-se esmagado pela desproporção dos meios, pois raramente se consegue fazer ouvir.

E quase todos acabamos por baixar os braços e assumir a impotência individual numa sociedade talhada para dançar ao sabor das multidões que a Opinião Pública faz e muitas vezes a comunicação bem paga desfaz.

 

Mas quando esse cidadão bloga e não é uma alimária, a coisa muda de figura. E eu espero que o Barclays Bank, onde ainda sou cliente, sofra as consequências que a pachorra deste nosso colega Pedro Rebelo justifica.

 

(Foi através do Paulo Querido que fiquei a conhecer esta situação foleira.)

publicado por shark às 15:29 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (7)

Sim, sou eu...

Mas alguém usa isto?

 

Postas mais frescas

Para cuscar

2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

2005:

 J F M A M J J A S O N D

2004:

 J F M A M J J A S O N D

Tags

A verdade inconveniente

Já lá estão?

Berço de Ouro

BERÇO DE OURO

blogs SAPO