PERDIDOS E ACHADOS

Hoje, o programa da SIC que dá título a esta posta pegou num assunto que deveria envergonhar e depois revoltar qualquer português em geral e alfacinha em particular.

O fim da Feira Popular, às mãos das habituais promiscuidades entre o poder autárquico e a seita da especulação imobiliária, foi um rude golpe na alma lisboeta, na nossa componente foliona que assim se viu privada do seu palco de eleição.

 

Sinto a falta das sardinhas, do caldo verde, do algodão doce, do comboio fantasma, da montanha russa, dos cromos, dos carrinhos de choque e de toda a magia de que privaram a minha filha sem uma justificação plausível.

 

Sinto raiva contra os que deixaram acontecer e contra os que não se enchem de brios para desfazer a burrada.

publicado por shark às 21:26 | linque da posta | sou todo ouvidos