A POSTA IMPERFEITA

Às vezes sinto-me encurralado pela minha estupidez. E sinto-me ainda mais estúpido assim, consciente das limitações que me aprisionam mas incapaz de as combater. Tenho dias, como qualquer pessoa. E nem sempre são dias bons.
A minha estupidez faz o que quer de mim, controla a minha vida. É feita de uma data de merdas que só servem para me rasteirar, mesmo nas melhores intenções. É como um campo de minas à minha frente, todas assinaladas. E eu insisto em pousar o pé nos sinais. Porque os ignoro e depois pum! Os estilhaços podem atingir quem estiver à minha beira.

Às vezes a minha estupidez destrói-me os sonhos, num instante imbecil em que opto pelas piores palavras, pelas mais absurdas posições. Depois dou comigo a tentar explicar-me e aos outros porquê. Ninguém percebe pevas e eu percebo porquê. Porque às vezes sou estúpido e decido mal. E penso pior. Pode acontecer a qualquer um, mas eu convivo mal com essa imperfeição. Porque me causa prejuízos e já deu mostras de afectar outras pessoas. Esse é um risco que odeio correr.

É que a minha estupidez chega ao ponto de me exibir perante vós com um ar de coitadinho de mim, quando parte dessa estupidez até se manifesta em picos de arrogância que deitam tudo a perder. Colocam-me em causa, o senhor perfeição, corroem a imagem do gajo porreiro que ambiciono ser. Mas não sou, pois deixo-me dominar pela minha estupidez e faço merda e isso não fica bem a um homem em condições.
Tento expiar nesta posta as diversas manifestações de estupidez com que às vezes confronto as pessoas, com a humildade de quem reconhece estar ainda longe, demasiado longe, do seu ideal de perfeição. É estúpido buscar a perfeição, eu sei.

Mas é ainda mais estúpido insultá-la.
publicado por shark às 01:04 | linque da posta | sou todo ouvidos