A POSTA NA BENZEDELA ABNÓXIA

Apesar de não atribuir tanta importância à coisa como o Ademar Santos, até porque a Igreja não possui nestes dias o mesmo espaço de manobra obscurantista de outros tempos para exercer o lado menos católico da sua influência, concordo com ele num aspecto fundamental: o Estado é laico, o Parlamento acabou com a obrigatoriedade da presença do clero nas cerimónias oficiais e a RTP (EP) não é a TVI (SA).

Daí, entendo a sua indignação contra o que ele chama a “benzedela” das novas instalações do canal público. E isto pelo que invoca do passado bafiento deste país e pelo que contraria na forma contemporânea de entender a liberdade religiosa que, de resto, começa por não seguir o exemplo fundamentalista das nações que impõem o culto de apenas um credo.

Isto não se pode discutir no âmbito das questões de fé, que cada um tem (ou não) a sua, mas sim na importante questão da separação de poderes que o bom senso aconselha em qualquer tipo de sociedade que se queira livre nas convicções de cada um dos elementos que a compõem.

Por isso envio daqui o meu gesto de solidariedade para com o Ademar e a sua luta blogueira contra os hábitos antigos que não convém ressuscitar.

Ámen.
Tags:
publicado por shark às 15:06 | linque da posta | sou todo ouvidos