APITO MORGADO

Custa-me a acreditar que seja uma simples coincidência. A entrada de Maria José Morgado nos bastidores da investigação do Apito Dourado fez renascer uma esperança (cada vez mais justificada) no fim da impunidade para os suspeitos do costume.
No mínimo, o assunto sai do âmbito do “diz que fez” e é tratado nas barras dos tribunais.

E isso já basta para podermos acreditar um pouco mais na Justiça e na sua capacidade de intervir na bagunça de que toda a gente ouve falar mas à qual dava a sensação de ninguém querer pôr fim.
publicado por shark às 09:38 | linque da posta | sou todo ouvidos