SIM SENHORES (6)

A plataforma Não Obrigada afirma que a sociedade portuguesa "não se pronunciou" acerca do assunto (o referendo não é vinculativo - mas há oito anos era, digo eu...) e reafirma que vai aumentar o aborto clandestino.
Mais ainda, dizem ser inevitável que este resultado vá "desviar recursos da saúde".


Esta posição foi sustentada, na TVI, por Gentil Martins (que não se inibiu de considerar indigno que num país com enormes listas de espera alguém possa atender a um aborto antes de qualquer das outras situações - esqueceu-se do pormenor "irrelevante de a esmagadora maioria dos abortos praticados até às 10 semanas acontecerem por meios químicos e não por via cirúrgica...).
publicado por shark às 21:34 | linque da posta | sou todo ouvidos