SEPARAR AS ÁGUAS

Já não é a primeira vez que sou acusado de dirigir ataques a pessoas que blogam e que não identifico com clareza nas minhas postas. Por vezes faço-o por mera delicadeza, confinando a mim e aos visados o alcance dos meus desabafos, outras vezes faço-o para imitar o exemplo de quem o faz dessa forma (quando riposto) e ainda existem os casos em que utilizo o meu blogue para expurgar situações que me afectam mas não dizem respeito a blogueiros/as e por isso não faria sentido nomear quem me incomodou.

Por diversas vezes aquilo que escrevo é interpretado de forma errada por quem veste carapuças que não lhe servem sequer. Tenho tido diversos dissabores dessa natureza, precisamente porque existem coincidências que conduzem ao equívoco ou porque existem precedentes da minha parte que indiciam uma repetição de erros que confesso mas não tenciono repetir.

E este esclarecimento visa apenas deixar claro, e o passado recente tem comprovado esta premissa, que é pouco provável que venha a utilizar o charco para dirigir atoardas a pessoas que blogam. Abri há pouco uma única excepção (a propósito de uma chatice com um comentador) e voltei a confirmar que não é boa política e só me acarreta perdas e dissabores. Além de que não interessa de todo a quem visita este espaço e nada tem a ver com os meus desentendimentos seja com quem for.
Claro que isso não invalida que eu me sinta no direito de recorrer ao meu blogue para desabafar situações da minha vida pessoal e que nada tenham a ver com esta realidade virtual onde pretendo, repito, manter-me distante de um modo de agir que só me traz problemas acrescidos e oferece a terceiros(as) oportunidades para me citarem como um fulano sem coragem ou outros mimos que sempre atraí.

Fica então este esclarecimento e a certeza de que não me falta assunto para postar e por isso não contem comigo para lavar aqui a "roupa suja" que tenha directa ou indirectamente a ver com quem me leia ou simplesmente não confie na integridade do gajo que sou e que, verdade se diga, nunca primou pelo consenso nas avaliações exteriores.
publicado por shark às 11:19 | linque da posta | sou todo ouvidos