INOCULADA PREVENÇÃO

Temia ver-se de novo debilitado por aquela estranha doença que quase o destruíra. Tremia de pavor quando os sintomas se manifestavam e o alertavam para uma iminente recaída, receava a dor.
Mas rejeitava, cobarde ou comodista, a medicação prescrita e arriscava assim o recrudescimento do mal que lhe trazia aflição.

Deixou-se andar assim, convencido de que não existia uma solução para o problema que trazia em si. Não vivia, convalescia. Arrastava-se pelo mundo como se todos os caminhos tivessem contornos de corredores de hospital.
Parecia que combatia uma gripe todo nu numa varanda à mercê da invernia, estúpido voluntário para o sofrimento desnecessário às mãos de um padecimento com cura possível.

Porém, enquanto combatia uma ressaca com a mesma substância que a provocara, terapia de substituição, descobriu, ideias associadas, a abordagem preventiva que nunca lhe ocorrera como hipótese de uma solução que desacreditara existir.

E afinal a vacina resultou.
publicado por shark às 11:10 | linque da posta | sou todo ouvidos