Quarta-feira, 30.09.09

IT TAKES TWO

O Tango foi considerado Património Cultural "imaterial" da Humanidade pela UNESCO, em reunião levada a cabo pelo Comité Intergovernamental em Abu Dhabi (Emiratos Árabes Unidos).

 

E eu acho que este foi um excelente passo de dança, na defesa da mais sensual de todas elas.

publicado por shark às 23:00 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

ALDRABANA

Aqui há uns tempos a Quercus acusou a ANA de estar a violar a lei e a permitir vôos (às dezenas por mês) de e para o Aeroporto da Portela muito para lá da hora limite estipulada para o silêncio.

A ANA, com enorme cara de pau, teve a lata de negar essa acusação.

 

Mas estes descarados aldrabões não têm em conta os milhares de pessoas que moram em redor do Aeroporto? Ou acham que somos todos surdos e temos o sono pesado à brava?

publicado por shark às 22:48 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (9)

O MEU SENTIDO DE VOTO NAS AUTÁRQUICAS EM LOURES

.

.


.

..

.

.

 

publicado por shark às 22:46 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

A POSTA QUE SÓ PERCO SE ME FICAR

Prefiro sempre o consenso ao confronto e dou-me às boas sempre que tal se revela possível e o sapo nem custa assim tanto a engolir. No entanto, partilho essa tendência com uma outra que se não a desmente pelo menos contraria: não gosto que me façam de parvo. E é aí que o caldo entorna e não há paninhos quentes que consigam limpar a trampa que faço espalhar pelo chão.

 

É impressionante como as pessoas agregadas num determinado grupo se unem de forma espontânea em torno de uma causa tão mesquinha como virarem-se à parte teoricamente mais fraca para, no fundo, se pouparem a confrontos com outra parte com quem acreditam não poder sair vencedores em caso de conflito.

Os rebanhos assim criados enojam-me pelo comodismo, pela ausência de princípios e, acima de tudo, pela cobardia implícita. E são frequentes ao longo do meu percurso os momentos em que me vejo isolado do grupo a que julgava pertencer apenas por contestar alguém que, sendo exterior ao dito grupo, exerce algum tipo de poder sobre o mesmo e sem qualquer razão que lhe assista acaba por “mobilizar” o bando de chimpanzés amedrontados contra um qualquer elemento que entenda revoltar-se contra um abuso ou uma negligência.

 

Mais uma vez, e a propósito de uma merdinha tão insignificante como o trinco de uma porta de entrada de um edifício, vejo-me na posição de outsider e terei que lutar sozinho por algo que até seria do interesse comum. Na prática, a vizinhança preferiu hostilizar-me a reclamar uma intervenção junto do respectivo senhorio, um duro que só reconhece direitos e reage mal quando lhe acenam com obrigações. E embora eu pasme sempre perante a facilidade com que a malta se organiza para boicotar um fulano contestatário em detrimento de se unirem para vergar um fulano abusador (desde que mais “poderoso”), confesso que estou sempre a contar com este tipo de reacção por parte da esmagadora maioria de merdosos que povoam o meu dia-a-dia.

 

E lá estou eu a comprar mais uma guerra que dificilmente poderei vencer, sozinho com a razão contra a estúpida reunião de alimárias sem tomates para reclamarem um direito que é seu enquanto pagarem uma renda mensal, tomando atitudes que os outros, esses santos tão pacatos, consideram radicais.

 

Mas lá está: entre a inevitável consequência e o problema de consciência nunca vou sentir, haja o que houver, que faço parte do lado perdedor.

publicado por shark às 14:20 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (7)
Terça-feira, 29.09.09

O NOVO DILEMA LARANJA

 bicla laranja

Foto: Shark

 

E agora, oferecem-na à Manuela ou ao Aníbal?

(Isto, claro, na falta de um par de patins...)

publicado por shark às 22:43 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (10)

PELAS ANCAS

É o título da minha prosa acabadinha de publicar no VOLÚPIA.

publicado por shark às 22:07 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

FALOU SUA EXCELÊNCIA

O homem é um calhau, uma data deles, uma montanha.

E é também uma parideira da falta de (bom) senso comum.

 

De discursos-ratazanas sem sentido algum.

publicado por shark às 21:11 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (10)

BOM DIA MY ASS...

Fazem ideia da sensação de chegarem a um escritório com algumas centenas de clientes para gerir e estarem com o telefone fixo avariado e os telemóveis todos bloqueados por atraso no pagamento de uma factura contestada?

Tags:
publicado por shark às 14:51 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (8)

BITAITES DO OUTRO MUNDO

É raro, mas de vez em quando a blogosfera produz momentos de excepção.

É o caso deste tratado que nos é oferecido, mais uma vez, pelo BITAITES.

 

A todos quantos, como eu, gostam de Ficção Científica ou apenas se deixam fascinar pela possibilidade de vida extraterrestre recomendo vivamente a leitura de um dos melhores posts que já encontrei. 

publicado por shark às 12:14 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

CHARQUINHO FOREVER!

bairro do charquinho rua B

Foto: Shark 

publicado por shark às 01:28 | linque da posta | sou todo ouvidos

SIM, ISTO É MESMO UMA GANDA BOCA

Ninguém vai conseguir explicar-me como é que não existe um único canal de televisão a oferecer fortunas pela pivô do telejornal com maiores audiências e que entretanto ficou tão disponível...

publicado por shark às 01:24 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (16)

O TEMPO ACABARÁ POR RESOLVER

Há fases em que tenho dificuldade em entender a minha utilidade nas existências alheias.

Tags:
publicado por shark às 00:35 | linque da posta
Segunda-feira, 28.09.09

POLÓNIA INSTAURA CASTRAÇÃO QUÍMICA

De acordo com a Reuters, a Polónia acaba de tornar obrigatória a castração química, após cumprimento das respectivas penas de prisão, para todos os pedófilos autores da violação de crianças com menos de 15 anos de idade.

 

Para contrapor os queixumes dos defensores dos direitos humanos(?), o PM polaco foi claro, afirmando que criaturas assim são degenerados a quem não se pode aplicar de todo a expressão humanos.

 

Acho que nem preciso de vos maçar com a minha opinião acerca desta sensacional medida legislativa.

publicado por shark às 22:15 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

(LIS)BOA TODOS OS DIAS

do passo Foto: Shark

publicado por shark às 20:53 | linque da posta | sou todo ouvidos

LAPSOS DE TEMPO

Subiu os degraus com a ânsia de um náufrago em busca de terra firme. Ofegante, premiu a campainha da porta e saboreou o que o esperava por antecipação, cada segundo uma eternidade, cada demora um acrescento na saudade que o exauria no equilíbrio emocional.

 

Mas quando ela abriu a porta, sorveu-lhe o sorriso com os olhos, sequioso, e depois mergulhou no paraíso quando os lábios dela se colaram aos seus.

Tags:
publicado por shark às 20:46 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (5)

A ANGÚSTIA DO ELEITOR NO MOMENTO DO PENÁLTI

Como não me canso de referir, de política não percebo nada e sou mais versado em futebol que até costuma dar outro pano para mangas nas conversas de tasca (que começa a ser o local mais apropriado para falar de política em Portugal).

Contudo, o tema é incontornável quando se vive um ciclo infernal de sufrágios para esmiúçar e custa deixar a análise destas coisas na blogosfera apenas aos entendidos da coisa que, na prática, ou complicam até não se perceber um boi do que querem dizer ou dizem coisas tão imprecisas que até um leigo as distingue nessa condição.

E por isso mesmo existe uma quota de mercado para os bitaites dos cidadãos anónimos como eu, gente capaz de peneirar à superfície mas sem a profundidade dos raciocínios que por aí encontrei neste dia de ressaca eleitoral.

 

Pego precisamente pela expressão ressaca (somando-a à expressão tasca, mais acima) para dar o tom a esta posta acerca da política em Portugal e de como ela acaba por parecer talhada para promover a abstenção, feita da forma foleira como se vê.

Não tenho pretensões de analista, pelo que os meus considerandos acerca destas coisas passam mais pela percepção que tenho e vejo reflectida no discurso do povo como eu, que vagueia nestas questões da democracia sem saber muito bem o que pensar do estado de coisas mas com a nítida sensação de que há algo de (muito) podre no reino e de que o futuro da democracia não é tão brilhante como os sorrisos de vitória “extraordinária” de Sócrates ou a disfarçar uma postura deselegante como a de Louçã tentam pintar.

Ganhou quem ganhou de facto, mas perdemos todos com a mediocridade de uma campanha marcada por rumores de espionagem, comboios na paisagem e a personalização da luta partidária que confirma a agonia do combate pela ideologia que Abril nos facultou.

 

E agora seguimos para bingo com as autárquicas, nas quais se multiplicam os candidatos mas, por tradição, desce-se ainda mais a fasquia do bom senso. É cansativo para o cidadão, para o eleitor comum, ver isto da política reduzido à luta de galos na disputa de um poleiro, à bicada. Cansativo e desmotivador, pois não é fácil identificarmo-nos com os cromos que nos tocaram como líderes potenciais nesta fase da história e assim torna-se difícil comprarmos as suas guerras para inglês ver, soando ainda menos genuínas do que as da bola que cada vez mais rola fora dos relvados e torna a verdade desportiva ainda menos credível do que a animosidade de fachada entre os filhos de uma mesma mãe que a todos alimenta por igual.

 

O problema é que na bola uma pessoa ainda pode alimentar a ilusão de que a sorte e o azar podem fazer toda a diferença no resultado final da partida, mesmo com o árbitro a tentar influenciar a coisa.

 

Mas na política, esse jogo com regras cada vez mais confusas e situações cada vez mais disparatadas, ficamos sempre com a estranha sensação de que ganhe quem ganhar e mande quem mandar acabamos sempre por perder todos, menos os figurões que a protagonizam.

publicado por shark às 11:42 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

OUTRA VEZ SEGUNDA...

avenida da boavista Foto: Shark

publicado por shark às 09:54 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)
Domingo, 27.09.09

FEITAS AS CONTAS ATÉ AGORA...

Tudo indica que apenas o CDS/PP poderá reclamar uma efectiva vitória, sem sombra ou mácula.

O PS ganhou. Mas perdeu a maioria absoluta.

A CDU ganhou como sempre. Mas tudo indica que até no seu derradeiro bastião perdeu.

O Bloco de Esquerda ultrapassou o meio milhão (o que é notável para um conjunto de partidos que enquanto separados só conseguiram eleger um deputado, mas (tudo indica) ficará atrás do CDS/PP.

 

E o PSD bem pode ir preparando o saco para lá enfiar os gatos...

 

publicado por shark às 22:43 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (7)

O INEVITÁVEL VENCEDOR JÁ RECLAMOU A VITÓRIA

Não ganhamos o campeonato, nem a taça de portugal, nem mesmo a taça da liga ou um ou outro torneiozito de Verão, mas continuamos a disputar todos os troféus com o mesmo empenho de sempre, pelos interesses dos trabalhadores, pela melhoria da condições de vida das camadas mais desfavorecidas da população, pela (...)

publicado por shark às 22:00 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

A DERROTADA PEDIU PROLONGAMENTO

Invocando o ciclo de três eleições (duas já lá vão) para se aguentar até ver.

E nisso faz-me lembrar os treinadores do Benfica e do Sporting que perdem os títulos a sério e tentam agarrar-se às vitórias pontuais nas competições secundárias.

publicado por shark às 21:33 | linque da posta | sou todo ouvidos

AINDA SÃO PROJECÇÕES...

...E valem o que valem.

Mas é um facto que o PSD de Ferreira Leite perdeu. Ponto.

E que a CDU, mesmo passando de terceira para quinta força política no parlamento, não perdeu. Outro ponto.

 

Tudo o resto ainda é cedo para comentar.

publicado por shark às 20:41 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)
Sábado, 26.09.09

ANDA TUDO A FAZER-SE ESQUECIDO...

...Do verdadeiro motivo pelo qual foi eleito o actual Presidente da República e não um dos candidatos da esquerda maioritária.

publicado por shark às 19:38 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)
Sexta-feira, 25.09.09

EU GOSTO DE PESSOAS

homem de barro

Foto: Shark 

publicado por shark às 17:22 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)

A ESQUERDA DA TRETA

Numa caixa de comentários mais abaixo, a da posta onde anuncio a minha intenção de votar Sócrates, uma anónima chamada Eva afirma-se de esquerda mas destila o ressabiamento referindo que preferia votar CDS a apoiar o actual Primeiro-Ministro.

E se a atitude ressabiada pode ter mais explicações e motivações do que a política, a afirmação de alguém "de esquerda" ser capaz de votar CDS, mesmo em teoria, prova-me que estou certo na minha forma de estar e de pensar.

 

Sem coleiras ideológicas mas com a convicção séria e a vergonha necessária para jamais trair os princípios ao ponto de votar, ou sequer de o sugerir como hipótese, em quem tem embutido no discurso tanto insulto ao modelo de sociedade que qualquer esquerdista deve defender.

publicado por shark às 14:36 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (17)

FIDELIDADE À DISCRIÇÃO

Tinham uma relação sólida, ou pelo menos assim parecia. Mas como a tantos acontece um dia, ela descobriu em conversa com uma colega de trabalho que um dos sinais de rambóia clandestina mais óbvios era o surgimento de um pacote de kleenex na viatura.

E embora confiasse cegamente no marido não tardou a encontrar um pretexto para lhe pedir o carro emprestado, sem que ele, distraído, se lembrasse do cuidado com os pormenores...

 

Quando se sentou no carro, ela respirou fundo antes de começar a inspecção.

Ainda alimentava a ilusão de que ele seria incapaz, diferente dos outros, os ex das amigas que a gabavam quando na verdade lhe invejavam a estabilidade da relação.

Porém, mesmo a medo, estendeu a mão para o porta-luvas e o coração disparou quando se deparou com a embalagem tão prática dos famosos toalhetes lá metida.

Tentou convencer-se a si própria das várias utilidades e explicações para aquele sinal de alerta como lho pintaram, as amigas com quem cuidara de confirmar a informação que a colega lhe transmitira, abraçou a negação.

 

Mas não tardou a encontrar no chão, debaixo do banco do pendura, um pedaço de papel amarrotado que não parecia de todo ter sido utilizado para a limpeza do tablier, a justificação trôpega, em substituição do pano do pó que ele nunca dispensava no compartimento situado na porta do lado do condutor.

O pó, ou mesmo o vapor do vidro embaciado que o adúltero alegou no meio da atrapalhação, deixaria o papel manchado de outro tom...

 

E foi simples a partir daí desenrolar o novelo de mais uma história mal contada, de uma queca que não pudera ser evitada mas não possuía valor algum, passageira, culminando num arrependimento que ela já sabia ser apenas o de ter sido negligente por não contar com a partilha de informação entre gajas.

 

Ela não suportaria a desilusão, sobretudo pela mentira, pela omissão que jamais poderia tolerar nos termos de uma relação como a descreviam aos de fora, orgulhosos, e o divórcio aconteceu.

 

Mas ele nunca descobriu que desde esse dia, a sua ex trocaria o esconderijo dos toalhetes cheirosos que trazia do seu emprego na transportadora aérea e sempre mantivera no porta-luvas do seu automóvel, descuidada, mudando-os para o interior de um espaço discreto debaixo do banco do condutor.

 

 

publicado por shark às 09:44 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (12)

Sim, sou eu...

Mas alguém usa isto?

 

Postas mais frescas

Para cuscar

2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

2005:

 J F M A M J J A S O N D

2004:

 J F M A M J J A S O N D

Tags

A verdade inconveniente

Já lá estão?

Berço de Ouro

BERÇO DE OURO

blogs SAPO