Sexta-feira, 31.10.08

AH SUAS BOAZONAS!

tortas de chocolate

Foto: Shark

publicado por shark às 23:15 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (15)

AS CAPAS DO TUBARÃO

livro com capa do shark

 

 

Eu sei que pode parecer mal, que pode soar a auto-promoção e essas cenas todas.
Mas esse é um dos problemas com que nós, os ilustres desconhecidos que blogam, nos confrontamos de cada vez que acontece algo que de alguma forma nos afaga o egozinho carente de atenção.
 
Aqui há tempos já tinha incorrido numa cena do género, a propósito da minha vaidade por uma banda brasileira ter escolhido uma foto minha para a capa do seu CD inaugural.
E agora vejo-me na contingência de ocupar o vosso tempo com outra distinção pela qual me darei ao luxo de sentir orgulho, a par com a gratidão pela gentileza de me terem enviado quatro exemplares que hoje chegaram à minha mão.
Desta feita é de um livro que se trata, cuja capa ostenta uma foto da autoria do vosso esqualo preferido.
 
“Missão Prevenir e Proteger”, é esse o título da obra onde na página 4 constam o URL do Charquinho e o nick deste vosso (pouco) humilde servidor.
Editado pela Fiocruz (Brasil), trata-se do resultado de um trabalho universitário de pesquisa apoiado financeiramente pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, coordenado por Maria Cecília Minayo, Edinilsa Ramos de Souza e Patrícia Constantino, doutoras em Ciências da Saúde, e que incidiu nas condições de vida, trabalho e saúde dos policiais militares do Rio de Janeiro.
 
A foto de capa, “São Jorge”, reflecte o facto de ser esse o santo padroeiro da polícia do Estado e daí a sua escolha para o efeito.

E eu envaideço-me destes mimos brasucas e depois maço-vos com estas coisas…

 

publicado por shark às 12:11 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (27)

BLOGOSFERA SUPERIOR

Uma pessoa com inegáveis méritos e invulgar aptidão para comunicar debitou cinco excelentes parágrafos depreciativos de outra pessoa a quem não reconhece mérito algum e que antes lhe tinha dedicado, sendo óbvio pelo calibre do post tratar-se de alguém com inegáveis méritos e invulgar aptidão para comunicar, quatro parágrafos que no seu entender faziam prova da absoluta ausência de mérito na pessoa que depois lhe respondeu.

publicado por shark às 10:31 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)

TENHO DIAS...

...Em que chego a este blogue pela manhã e recordo os tempos em que, na loja dos meus pais, tinha que acartar a mercadoria que passava o dia exposta no exterior do estabelecimento para chamar a freguesia.

 

E é nesses dias que me custa mais escrever uma posta em condições para meter lá fora. 

publicado por shark às 10:21 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)
Quinta-feira, 30.10.08

EU GOSTO DE PESSOAS

namoro tejo

Foto: Shark

publicado por shark às 17:21 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (8)

A CHANTAGEM DOS VENDILHÕES

A ameaça lançada pelo presidente da Associação representativa das PME portuguesas, na sequência do anúncio do aumento do salário mínimo nacional para os 450 euros, de não serem renovados os contratos a prazo dos trabalhadores nessa condição é de uma baixeza intolerável.

Na prática a ANPMES assume-se capaz de utilizar os trabalhadores como pedra de arremesso, reduzindo as pessoas à condição de reféns dos caprichos das suas entidades patronais.
E se essa condição acaba por se verificar por inerência, pelos contornos do trabalho precário que um contrato a prazo implica, esta posição dos pequenos e médios empresários constitui a mais descarada assumpção desse facto e deixa claro aquilo que espera os trabalhadores na ressaca desta crise por parte de patrões de tal forma arrogantes que nem conseguiram esperar para discutir o problema no âmbito da Concertação Social.
 
Em causa está um aumento de menos de 25 euros mensais no limite mínimo das remunerações que, de resto, estão próximas do que se define na Europa como limiar da pobreza. Ou seja, esta revolta do patronato é injusta, inqualificável e, nos termos em que foi colocada, é vergonhosa e não há volta a dar, quaisquer que sejam os argumentos invocados pelos patrões.
Que espécie de moral assiste quem se predispõe a utilizar de forma tão leviana o ascendente, o poder que detém sobre os destinos das pessoas? E quem reconhece legitimidade seja a quem for para chantagear assim todo um país, num perigoso paralelo extremista com o recente boicote dos camionistas?
 
Os patrões, mesmo os pequenos e médios, têm o rei na barriga e o monarca é um déspota absolutista.
Não têm o direito de interferir desta forma indigna numa oportunidade rara de melhoria das condições de vida de quem já basta ser refém das muitas dificuldades que a esta crise se associam, quanto mais servirem de escudo protector aos empresários na sua reacção contra um aumento salarial equivalente a metade do encargo com a tv cabo que certamente quase todos suportam.
 
Espero sinceramente que o Governo não recue nesta decisão e pouco me interessa se a apelidarem de eleitoralista.

Com os cidadãos deste país nas garras de gente assim, que venham eleições, imensas, para que ao menos nestas alturas se consigam algumas míseras contrapartidas para contrabalançar os abusos sistemáticos mas silenciados que posições como esta da ANPMES, tão prepotente, permitem descortinar nas entrelinhas.

publicado por shark às 09:33 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (15)

EURIBOR EM QUEDA HÁ 14 DIAS CONSECUTIVOS

E ninguém a ampara, coitada?

publicado por shark às 00:12 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)
Quarta-feira, 29.10.08

A PROPÓSITO DO CRISTIANO RONALDO

Parece que o rapaz não é assim tão (con)sensual.

Pelo menos na perspectiva desta garota.

 

 

publicado por shark às 23:25 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

(LIS)BOA TODOS OS DIAS

mosquito e a teia

Foto: Shark

publicado por shark às 09:39 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (10)
Terça-feira, 28.10.08

UMA ALFACINHA DE GEMA

Depois de algum tempo sem novas adesões, o Berço de Ouro volta a acolher uma menina.

A Maria Alfacinha, uma vizinha sapolas, entrou hoje para a nossa creche virtual.

publicado por shark às 22:31 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

A POSTA QUE A VIDA EQUILIBRA SEMPRE A PARADA

E assim, mesmo numa fase menos boa, surgem as compensações que qualquer ego anseia.

Depois de ter sido distinguido com prémios do Fios Soltos e do Pópulo, que valem pelo que representam na intenção de quem os atribuiu (neste caso, duas das pessoas mais importantes da “minha” blogosfera) e por isso transcendem o seu cariz de corrente (à qual não dou, como habitualmente, sequência), funcionando como estímulos para prosseguir o trilho virtual que escolhi, acabo de descobrir que o Charquinho é, de novo, destaque no Sapo.
 
Por favor, não entendam este momento como um arrufo vaidoso. A vaidade nunca é alheia às sensações que este tipo de reconhecimento desperta, assumo-o, mas uma pessoa consegue perceber as suas motivações quando se predispõe a vangloriar-se de glórias tão vãs como as que estão em causa.
Relativizada a questão, e apenas para que entendam o porquê de enveredar por aqui, passo a explicar.
 
Um destaque da equipa que zela pelo Sapo é equiparável, nesta nossa comunidade, ao prémio mais recente que o Cristiano Ronaldo recebeu. Claro que não estou a querer comparar-me neste domínio (ou noutros, pois sou muito mais giro do que o gajo – por exemplo) ao nosso popular malabarista madeirense, mas apenas chamar a vossa atenção para o facto de qualquer das referências que aqui citei provir de colegas, de pessoas que neste mundo à parte fazem o mesmo que eu: blogam.
E por isso, um destaque com tal origem possui sempre algum mérito associado por parte de quem o receba. Espero que isto seja claro e consensual, pois se no caso da @na e da Emiéle até me satisfaz acreditar que a relação pessoal, a empatia e a amizade poderão influenciar as suas escolhas no que me respeita, já no caso da malta sapolas é por demais evidente que esse factor não entra na equação.
E considerando o universo de blogues e o calibre dos/as blogueiros/as que a plataforma alberga, só mesmo num assomo de modéstia hipócrita eu poderia minimizar a relevância de que estes “mimos” se revestem.
 
Seria ingrato se não me sentisse feliz com estes sinais em sentido contrário, estas alegrias contra a maré da vida analógica que a blogosfera nem sempre proporciona, desgastante como se pode tornar quando a vivemos com mais empenho e dedicação. Mais de quatro mil postas e de 30 mil comentários depois, só no Charquinho, já me sinto legitimado no reclamar desse mérito pelo menos, que dos outros serão todos vós a dar conta com a vossa presença, escrita ou não, e com a percepção que este espaço vos possa transmitir no contexto do tempo que dediquem ao elo de ligação que um blogue inevitavelmente representa.
 
Estou grato à equipa do Sapo, como o estou às duas companheiras que me evocaram na sua escolha do passa-ao-outro-e-não-ao-mesmo que pode ser uma chatice na forma mas constitui um prazer no conteúdo, na essência mais simples do que significam. Ou o linque deste blogue não iria certamente constar da sua selecção.
 
Fizeram toda a diferença nestes dias menos bons.
publicado por shark às 15:08 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (19)

FERNÃO CAPELO

em poleiro no tejo

Foto: Shark

publicado por shark às 12:26 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (10)

A POSTA QUE JÁ TOU A DESATINAR

Lido mal com os meus fracassos. Não por me julgar superior, imaculado, ao ponto de nunca falhar, mas porque já me sinto com menos disponibilidade para investir de mim em novos projectos, em novas apostas ou apenas em tiros no escuro motivados pela emergência associada a uma estranha forma de desespero de causa.

Ou seja, não é tanto a falta de vontade de promover a mudança que corrói a frágil base onde assentam os pés de barro típicos de uma conjuntura desfavorável mas sim a escassez de paciência para enfrentar sucessivos recomeços sem continuidade viável.
 
O que fracassa, acima de tudo, é a estatística que me permite calcular as probabilidades de sucesso que a própria lucidez já deixa de gatas com uma simples pitada de realismo. Nem é de desencanto ou de desânimo que se trata, mas da constatação factual de que os milagres são, por definição, cada vez mais restritos ao domínio do sagrado (ou da sua necessidade de afirmação, de concretização das expectativas de um dado grupo de fiéis). São panaceias, ilusões à medida de pecadores perdoados com ficção…
E eu nem sou, excepção feita ao amor, um homem de fé.
 
Jamais me aceitarei conformado, pelo menos no sentido mandrião do termo. Aceito e até sou capaz de digerir as derrotas que a vida me impõe ou apenas devolve como consequência das minhas asneiras ou imprecisões.
Todavia, quando chove à brava mas o vento insiste em virar o chapéu do avesso o instinto diz a um gajo para aceitar o aguaceiro de peito aberto e rosnar ao céu cinzento só para marcar uma posição. Mas como a atitude conta, de facto, mesmo quando chovem canivetes e nos resta apenas o bom senso ou o instinto de conservação que nos levam a procurar abrigo temporário debaixo de uma varanda qualquer, lá temos que nos resignar outra vez.
Importante é sabermos prever as consequências das diferentes opções ao nosso alcance, distinguindo-as não em função do grau das ameaças mas da análise fria do poder de encaixe que nos resta para as enfrentar.
 
Lido mal acima de tudo com as retiradas estratégicas que este campo de batalha sem nexo me impõe e que me obrigam a somar desilusões.
 

Não porque me envergonhe de tais recuos, mas porque por cada passo atrás neste terreno irregular não consigo imaginar os dois passos em frente subsequentes sem descartar os mais que prováveis tropeções.

Tags:
publicado por shark às 12:23 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (8)

CADA VEZ MAIS O DINHEIRO DEBAIXO DO COLCHÃO...

Como no âmbito das minhas funções lido com crédito à habitação e a vida não está para preguiças dispendiosas transferi o crédito da minha casa.

E fiz tudo by the book.

Contudo, quando hoje fui confirmar o saldo de conta no banco de onde retirei o crédito em causa dei com um saldo negativo superior a 100 mil euros. Isto vários dias após a escritura e com a garantia por parte do novo banco que foi tudo feito como devia.

 

Na prática tenho o meu dinheiro "congelado" na conta que mais utilizo e passei cheques que andam na rua carecas, o que pode ser porreiro em dias ventosos como o de hoje mas não deixa de me dar um arrepio nas orelhas (imaginando a hipótese de se tratar de um daqueles lapsos porreiros para servirem como represália)...

 

Agora digam-me lá se não dá vontade de mandar esta gente toda para o... para a... para um sítio qualquer bem distante?

publicado por shark às 10:06 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (14)
Segunda-feira, 27.10.08

NEGÓCIOS À PARTE

Numa altura em que a crise se faz sentir no meu negócio como em qualquer outro e até na publicidade de seguradoras de vão de escada se dão ao luxo de debochar com o estatuto do mediador (intermediário) para justificarem os preços de saldo, devem imaginar como me sinto quando alguma das companhias que represento se revela incapaz de servir as pessoas com o brio e a dignidade que merecem.

Acontece em qualquer ramo de actividade, neste país de preguiçosos e de amadores, pelo que não é de estranhar que se repercutam no meu ofício as mesmas mazelas que já por aqui desabafei quanto a outros tipos de bem ou serviço.
 
Mas dá-me cabo do dia, esta sensação de impotência depois de um bom pedaço do meu tempo investido em tentar chamar as pessoas à razão que melhor serve os meus clientes e, no caso concreto, melhor serviria os interesses (nomeadamente a imagem) da própria empresa em causa.
 
Dá-me cabo do dia, da motivação e da esperança no futuro da minha actividade nesta terra de gente sem noção de que o progresso invariavelmente acaba por banir os menos capazes, nem que seja porque o maior acesso à informação permite a comparação fácil que só a preguiça das pessoas na leitura dos contratos que assinam evita assinar-lhes a guia de marcha para a reengenharia forçada.
 

Ou para um destino equivalente ao que têm sofrido diversas organizações devidamente penalizadas pela sua desadequação aos tempos que correm: a integração em grupos mais poderosos ou em multinacionais.

 

Na prática, o seu fim.

Tags:
publicado por shark às 16:29 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (17)
Domingo, 26.10.08

NOITADA

ao luar

Foto: Shark

publicado por shark às 22:44 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)

A POSTA POR IMPULSO

Em mais do que uma ocasião vi-me arrastado para conflitos que nada tinham a ver comigo. Pelo menos de forma directa, bastando apenas que amigos se vissem em apuros para que eu avançasse para o centro da confusão.

Não se trata de algo particularmente louvável ou digno de elogio, pois em boa parte dessas minhas nobres atitudes de cavaleiro do reino dos palermas acabei por intervir em abono da parte que menos o merecia. Ou seja, nem sempre exibi alguma forma de inteligência associada ao impulso guerreiro (em alguns episódios tratou-se mesmo de força bruta) que me moveu.
 
Ainda assim, é essa a energia motriz das minhas reacções de solidariedade estapafúrdia sempre que me visto aliado de todos quantos reconheço do meu lado de uma barricada qualquer. Os amigos, acima de tudo, são todos como as donzelas em apuros no meu conto de fadas pessoal. E não é por uma questão de coragem, que essa só se revela em situações extremas, mas por simples questão de princípio e todos sabemos que esse pode implicar um fim. O fim das expectativas, por exemplo, quando o mesmo amigo por quem enfrentámos um grupo de rufiões pode ser o primeiro a dar de frosques quando a coisa se descompõe para nós.
 
Contudo, não consigo deixar de entender a amizade como uma coisa séria e nessa minha concepção quixotesca não há lugar a deserções. Sempre que me percebi ausente dos sarilhos ou dos problemas de um amigo, mesmo que apenas por deles não ter conhecimento, envergonhei-me e nunca me perdoei tal circunstância.
Não me permito falhar a presença na contagem de espingardas e acredito que essa opção faz parte do conjunto de valores, alguns absolutamente idiotas, que cultivo como meus.
Pelo menos em teoria, pois a vida nem sempre facilita a missão dos armados em bons quando ainda por cima estão desarmados de bom senso ou mesmo da essência que pode sustentar tais regras na prática.
 
Ninguém é perfeito e eu sou um dado adquirido nessa matéria. Talvez seja essa constatação que me leva a tentar compensar a cena com umas quantas regras, meia dúzia de rabiscos na sebenta da minha personalidade confusa para me orientarem num sentido qualquer que eu possa considerar digno de alguém como deve ser.
Para evitarem que eu resvale para aquilo que rejeito nos outros e me leva a conservar uma prudente distância da maioria. E que igualmente acaba por criar uma barreira intransponível entre mim e quem não tem pachorra para elevar demasiado a fasquia para corresponder às minhas absurdas exigências.
 
Toda esta ladainha em nada invalida o pressuposto original. E esse é o de que prefiro que os amigos, the few, contem comigo para os ajudar durante a refrega do que para os amparar depois da queda à qual não assisti.
É uma questão de feitio, claro, mais os tais valores com que o polvilho como pozinhos de perlimpimpim milagrosos para expurgar ou pelo menos contrabalançar as lacunas que identifico na boa.
 
Quando me espalho ao comprido depois de escorregar na casca de banana que deposito no soalho do sótão onde encafuo estas minhas parvoeiras.
publicado por shark às 21:55 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (13)

(LIS)BOA TODOS OS DIAS

teia da gama

Foto: Shark

publicado por shark às 12:09 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (10)
Sábado, 25.10.08

EM CASA? COM O LEIXÕES???

Cometendo uma heresia arrisco-me a dizer que o Jesualdo está a conseguir um Porto à Benfica...

publicado por shark às 23:05 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (8)

COM TANTA LATA PODIA SER UM MAGNATA DO FERRO-VELHO

Um antigo presidente da Pimco, Mohamed El-Erian, mostrou-se preocupado com a hipótese de existir uma tendência para ir além da constatação de que a crise actual foi provocada pelo abuso de alguns instrumentos financeiros por causa de uma arquitectura financeira inadequada.

De acordo com o senhor, haverá quem irá dizer que a globalização das finanças é uma má ideia. E isso seria, diz ele, uma tragédia...
publicado por shark às 00:38 | linque da posta | sou todo ouvidos
Sexta-feira, 24.10.08

A MARAFILHA JÁ TEM NOVE ANOS

E hoje, que os completou, eu sou um pai nove anos mais feliz.

publicado por shark às 22:35 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (16)

A LUZ DO SARDÃO

farol do sardão

Foto: Shark

 

publicado por shark às 12:24 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)

A POSTA NO BAFIO FUNDAMENTALISTA

Descobri no meu viveiro de temas "religiosos" que a seita do bafio voltou a sentir-se melindrada com essa terrível ameaça que o humor representa.

 

E ainda por cima o sketch nem teve tanta piada assim, pelo que não haverá muitas almas católicas a necessitarem de perdão pelo sorriso pecador...

publicado por shark às 12:12 | linque da posta | sou todo ouvidos
Quinta-feira, 23.10.08

OS ETERNOS INSATISFEITOS

Baixou o preço dos combustíveis, baixou a taxa Euribor, baixou o valor das acções ao ponto de qualquer bicho careta conseguir comprar uma carrada delas por tuta-e-meia.

 
Que mais querem os portugueses para serem felizes e saírem desta crise todos milionários?
publicado por shark às 10:05 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (14)

OS INSURRECTOS

Será uma coincidência ou sempre que existe um motim e consequente debandada geral em blogues colectivos de nomeada constam invariavelmente do processo alguns “repetentes” nesse tipo de ocorrência?

publicado por shark às 09:55 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)

Sim, sou eu...

Mas alguém usa isto?

 

Postas mais frescas

Para cuscar

2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

2005:

 J F M A M J J A S O N D

2004:

 J F M A M J J A S O N D

Tags

A verdade inconveniente

Já lá estão?

Berço de Ouro

BERÇO DE OURO

blogs SAPO