Quinta-feira, 26.06.08

ESTA, TERESA, SÓ PODE SER PORTUGUESA...

Diz-me lá se depois disto eu mereço que me fales mal dos homens da tua terra...

Tags:
publicado por shark às 16:35 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (3)

DA ONÇA

Pedi um favor a um amigo. Pediu-me dinheiro. Paguei. Está a fazer-se esquecido. E não me parece que o favor venha a concretizar-se.

 

É tão fácil perder dinheiro...

Tags:
publicado por shark às 12:19 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (11)
Quarta-feira, 25.06.08

SE FOSSE A TI EMIGRAVA OU MANDAVA UM SOS AO TUBARÃO

A Clara Ferreira Alves afirma que os homens portugueses não são grande coisa e os estrangeiros é que estão a dar.

publicado por shark às 23:56 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (62)

TRILHOS ALENTEJANOS

trilhos alentejanos

Foto: Shark

publicado por shark às 14:47 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (11)

PESSIMISTAS O TANAS

Os europeus (os outros) insistem em destilar a sua inveja por este pequeno paraíso com a publicação dos seus estudos onde Portugal fica sempre mal no boneco.

A falta de um clima, de uma gastronomia e de mulheres em condições que leva o resto da Europa Comunitária a olhar para os felizardos portugas de esguelha faz-se sentir em conclusões como a da mais recente descoberta da pólvora do “Eurobarómetro”:
Os portugueses são os mais pessimistas da Europa.
 
Pessimistas? Como podem concluir uma coisa dessas quando o trabalho em causa até revela que 8% dos portugueses acredita que a situação do emprego vai melhorar num país onde todos os dias o encerramento de empresas faz notícia nas televisões?
A má vontade do estudo em causa ainda se acentua mais quando os números comprovam que 15% (quinze por cento!) dos nossos conterrâneos acreditam que nos próximos doze meses a sua situação da vida em termos gerais (lá o que isso seja) vai melhorar.
Se até está sempre a haver jackpot no Euromilhões…
 
Ou seja, “eles” andam é desertinhos para nos convencer a irmos viver para as terras deles enquanto eles se vão pirando de mansinho para a nossa. O apelo dos tintos alentejanos, das praias de sonho, das mulheres praia e de tudo quanto a gente os vê gabarem com um brilhinho nos olhos.
E mais: não escondem a dor de cotovelo perante a capacidade superior dos portugueses para a gestão financeira, como os factos comprovam quando conseguimos gerir as vidinhas tão europeias como as deles com metade daquilo que eles ganham.
 
Por isso não devemos ligar a estas conclusões precipitadas e largamente influenciadas por um sentimento tão feio como a inveja.
 
E tenho a certeza de que se perguntassem à malta quem é que no próximo Mundial de Futebol vai ser campeão logo viam se somos uns gandas optimistas ou não.
publicado por shark às 13:58 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

A PREGUIÇA É A MÃE DE TODOS OS VÍCIOS...

...E é tão mais fácil publicar imagens na versão anterior do charco que tenho estado a utilizar o espaço para esse efeito.

 

Por isso, a quem aprecia os meus "bonecos" fica a indicação da existência do meu fotoblogue da treta. (Tudo o que publico lá não publico aqui. E vice-versa.)

Tags:
publicado por shark às 09:50 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

UM TRISTE PADRÃO

Fico desalentado quando constato que não é só nas estruturas partidárias que as pessoas tendem a delimitar os seus feudos e a cultivar as suas capelinhas.

Sempre que me debruço um pouco mais sobre qualquer fenómeno colectivo não tardo a sentir aquela desconfortável sensação de que se bastam os que já lá estão.

Tags:
publicado por shark às 00:23 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (11)
Terça-feira, 24.06.08

EU GOSTO DE ANIMAIS

ticket to the moon

Foto: Shark

 

publicado por shark às 19:23 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (12)

SABOR TROPICAL

Está quase na hora do meu ocaso com caipirinha.

publicado por shark às 18:39 | linque da posta | sou todo ouvidos

PESSOAS MELHORES

Sinto-me sempre agradecido quando me deparo com alguém, profissionais, que no meu polémico ramo de actividade jogam limpo e confiam na honestidade e no bom senso de cada um/a em vez de apostarem apenas na sorte que, desgraçadamente, quando falta pode prejudicar imenso os cidadãos que me compete servir.

Ou seja, em vez de aguardarem pela primeira surpresa desagradável que nos ensina a evitar futuros desgostos optam por abrir o jogo e colocar as cartas na mesa: é assim, agora veja...

 

E eu vejo. Vejo a diferença que as pessoas podem fazer nos destinos umas das outras quando são dignas de confiança e possuem brio e ética profissional.

É com gente assim que me dá gosto trabalhar.

publicado por shark às 17:48 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (7)

OBRIGADA PROFESSORA

obrigada professora

Foto: Shark

publicado por shark às 11:04 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (8)

BOM OUVINTE OU GAJO DE CONFIANÇA?

Sinto sempre uma espécie de vaidade que não passa de regozijo quando um perfeito desconhecido reconhece em mim um interlocutor válido para falar dos seus problemas pessoais sem tretas, despido da capa de macho com que é tradição adornarmos/pintarmos os fracassos nas relações amorosas ou nas aventuras empresariais.

 

Há coisas que estão mesmo a mudar e algumas alterações só podem ser vistas como positivas.

publicado por shark às 10:01 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)
Segunda-feira, 23.06.08

ENTARDECER

já se foi

Foto: Shark

publicado por shark às 18:25 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

A POSTA SEM VOLTA A DAR

Nem tudo como parece. Faz-se de conta que é assim porque às vezes convém ou apenas porque se tem a certeza de nada haver a fazer para mudar.

Faz-se de conta que sim ou antes pelo contrário, disfarça-se o impossível nas entrelinhas de um sonho ou destapa-se um pouco a máscara para desviar as atenções.
 
Este nosso mundo que não admite ilusões ou mesmo falsas expectativas, implacável na sua ausência de qualquer forma de clemência para com os poetas e os sonhadores, para com todos os perdedores naufragados na tempestade derradeira de uma utopia qualquer.
Seja o desejo por uma mulher inalcançável ou a ambição de uma vida melhor, a visão de uma ideologia acreditada que se veja um dia concretizada.
Ou em troca apenas mais uma desilusão.
 
O silêncio necessário para nos pouparmos à tristeza também, aquela que sempre advém da denúncia dos excessos que se escapam e acabam por torpedear os segredos no fundo guardados cujos estilhaços se expõem à superfície de qualquer olhar menos condescendente para com as fraquezas, imperdoáveis, seja de quem for.
O amordaçar de um amor ou apenas de um apelo carnal que se desenvolve como musgo no arvoredo remoto, na floresta do medo onde a sinceridade se perdeu.
E parece que morreu, às tantas, perdida no meio das palavras por dizer e das coisas por acontecer que se choram tarde demais, esquecida pela sua família de valores entretanto moldados aos sabores em voga na gastronomia das relações.
 
A solidão relativa que se sobrepõe a tudo mais, desconfiança. O sim para sempre adiado ou o não muito despachado quando se esgota o prazo do confortável talvez.
Faz-se de conta que é mesmo melhor assim, a frustração de antecipar o fim antes que algo de diferente ou quase extravagante possa começar.
A cobardia que ocupa o sofá de uma preguiça instalada na falsa sensação de segurança que o alheamento nos dá.
A vida que se escoa por entre os pingos de chuva que driblamos com a mesma perícia com que se foge com o rosto ao sol.
A troca piedosa da mentira por um sofisticado sistema baseado em falsos pressupostos e omissões.
 
Faz-se de conta, nem tudo parece.
 
E às vezes é...
 

 

Tags:
publicado por shark às 18:20 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (3)

E RESERVO-NOS UM DOS SEUS LUARES TAMBÉM

um luar diferente

Imagem: Shark

 

 

Procuro com afinco a expressão de tudo o que sinto quando te penso e de imediato me esqueço de tudo o que me rodeia nesse momento especial.
Tão simples afinal o prazer que me dás, apenas uma amostra do que és capaz quando me olhas tentada e me tomas de assalto na tua imaginação.
 
E depois o corpo desembestado, como um povo libertado à solta pelas ruas de um mundo feliz. Celebração da vida num instante imortal, registado para sempre nas palavras que procuro com afinco para exprimir aquilo que se sente quando alguém se percebe amante numa outra dimensão.
 
Numa história de ficção, aos olhos de quem assista do lado de fora nas páginas de um livro onde incógnitos nos vestimos personagens nos corpos que despimos em segredo guardado a dois. Contamo-lo depois, palavras a meias no topo da muralha de um castelo qualquer onde observamos o ocaso de mais um dia em que assistimos juntos ao nascer do sol.
 
O brilho da tua pele transpirada pela emoção declamada em silêncio, beijada pelo vento ou pelo sopro discreto dos meus lábios que murmuram, bem perto, uma incomensurável paixão.
A viagem pelo tempo partilhado, um tempo imenso que sabe sempre a pouco quando a tua presença se faz sentir e altera o seu medir rigoroso pela bitola dos momentos excepcionais.
 
E de imediato me esqueço de tudo quanto existe para lá de ti, de quase tudo quanto vivi a sós numa existência mais pobre, sem nós, um tempo anormal, enquanto procurava afinal o prazer tão simples que me dás.
Apenas uma amostra do que és capaz quando me sonhas acordada e despertas de repente, selvagem, para o assalto seguinte a um instante apaixonado.
 

Para uma nova viagem ao nosso mundo longínquo, ao nosso espaço gigante e privado.

 

publicado por shark às 16:20 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)

O MEU RIO CHAMA-SE TEJO

lisboa vista do tejo

Foto: Shark

Tags:
publicado por shark às 12:07 | linque da posta | sou todo ouvidos

MUGABE CONSEGUIU

Tal como a antiga Birmânia, o país africano mais disparatado passou a constituir um exemplo a seguir pelos ditadores de pacotilha.

 

A Democracia, como a comunidade internacional, limita-se a engolir em seco.

publicado por shark às 10:01 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

NÃO HÁ COMO FUGIR-LHES...

As segundas-feiras acabam sempre por nos apanhar.

Desejo-vos uma semana tranquila.

Tags:
publicado por shark às 09:42 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (8)
Domingo, 22.06.08

TUDO TEM UMA EXPLICAÇÃO RAZOÁVEL

Mas o facto de eu fazer parte do colectivo deste blogue não tem rigorosamente nada a ver com isto, naturalmente.

Naturalmente...

publicado por shark às 22:51 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (6)

FERNÃO CAPELO

sobre brasas

Foto: Shark

publicado por shark às 22:47 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (2)

A FÓRMULA ZERO

wacky races

 

 

Já não lhes achava piada nenhuma antes da crise energética que o mundo enfrenta e agora abomino-os. E não constituem tema de que me possa esquecer, sobretudo entre as quintas-feiras e os domingos, pois são esses os dias em que os street racers fazem rugir as suas máquinas infernais na Ponte Vasco da Gama e em todas as estradas que lhe dão acesso na zona oriental de Lisboa.
 
O conceito é imbecil por inerência. Street racers são pilotos de corrida amadores cujas pistas são as ruas onde circulam cidadãos, famílias, cuja segurança se vê ameaçada pelos imensos cavalos que deslocam os burros em competições mais idiotas do que os torneios medievais.
Desconheço se existem troféus para os vencedores destas wacky races, mas da sua glória posso e afirmo constituir uma impossibilidade factual.
 
Disputar corridas de automóveis em estradas frequentadas por gente alheia à competição é um insulto à inteligência e ao bom senso que grita (ronca) madrugada fora aos ouvidos dos cidadãos que pagam impostos para que as forças de segurança impeçam estas alarvidades a motor.
Parecem fazer orelhas moucas, as autoridades, ao barulho que ecoa ao longo dos quilómetros de pista preferencial dos pilotos da treta que provavelmente jamais singrariam num circuito a sério em disputa com os verdadeiramente bons na condução.
E apesar de terem já acontecido fatalidades em duas ou três concentrações clandestinas, uma espécie de raves sobre rodas, nem isso parece ter bastado para alguém se propor acabar com a paródia.
 
Um dos grupos mais afectados pela estupidez dos street racers são os adeptos do tuning, sendo que raras vezes os dois grupos se misturam apesar de alguns corredores gostarem (passarocos) de chamar a atenção (da polícia também) com o ar supersónico dos seus bólides convencionais.
Mas sem dúvida alguma os maiores perdedores com a maluqueira rodoviária destes anónimos ases do volante são os cidadãos comuns que não dormem em casa e os que arriscam a vida nos troços onde os assassinos em potência surgem sem aviso nos seus desafios à sorte.
E a mais de 200km/hora basta uma falha mecânica ou o rebentamento de um pneu.
 
Contudo, se tivermos em conta os problemas que derivam do consumo extravagante das máquinas infernais que correm sem nexo pelas ruas onde os limites de velocidade deixam de existir, a prática do street racing é uma ofensa aos valores dos que levam a sério o problema dos combustíveis fósseis queimados para a atmosfera sem controlo pelas centenas (milhares?) de praticantes desta modalidade sem juízo.
 

Se a Liberdade é um valor que prezo e me apresso a defender, não é menos verdade que sempre declarei a minha intolerância para com quem dela abusa a correr.

publicado por shark às 22:32 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (4)

AO LONGE O MAR

ao longe o mar

Foto: Shark

publicado por shark às 01:01 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (7)
Sábado, 21.06.08

CONGRESSO LARANJA OU CONGRESSO LIMÃO?

Daquilo que já ouvi pela boca de alguns congressistas, as coisas não parecem muito bem encaminhadas para as soluções consensuais.

Manuela Ferreira Leite arrisca-se a ver o Conselho Nacional servir de palco para o ajuste de contas que a sua pequena margem de vitória deixou prever e os apoiantes dos derrotados não parecem desmobilizados na sua convicção.

 

Mas nisto da política partidária os milagres acontecem porque há sempre a tentação de deixar em aberto o acesso a uma eventual fatia do bolo que premeia os mais atinados...

publicado por shark às 12:09 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (7)

CAT WALK

passos felinos

Foto: Shark

publicado por shark às 00:06 | linque da posta | sou todo ouvidos
Sexta-feira, 20.06.08

NAS LONAS...

Já tive mais pedalada para arraiais dos Santos Populares...

publicado por shark às 23:49 | linque da posta | sou todo ouvidos | cuscar sem medos (7)

Sim, sou eu...

Mas alguém usa isto?

 

Postas mais frescas

Para cuscar

2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

2008:

 J F M A M J J A S O N D

2007:

 J F M A M J J A S O N D

2006:

 J F M A M J J A S O N D

2005:

 J F M A M J J A S O N D

2004:

 J F M A M J J A S O N D

Tags

A verdade inconveniente

Já lá estão?

Berço de Ouro

BERÇO DE OURO

blogs SAPO