A POSTA SÓ PARA ABRIR CAMINHO

Nem na estupidez a pessoa precisa de ser demasiado óbvia. Sim, é possível manter a estupidez num nível relativamente discreto. Pelo menos consegue-se confinar o problema ao domínio privado, evitando a partilha (o contágio?) com os que mesmo sendo próximos devem ser mantidos fora dos dilemas que a estupidez sempre suscita.

 

Uma das mais evidentes manifestações de estupidez é a insistência em determinados erros, já depois de diagnosticados nessa condição. Ou seja, a pessoa reconhece a estupidez que protagonizou mas insiste em alimentar os factores necessários para acabar por repeti-la. E isso eleva o nível da estupidez a um patamar que deixa a pessoa em maus lençóis perante si própria, confrontada com a evidência de que a coisa é crónica e não um fenómeno passageiro como todos atravessamos algures ao longo de uma existência preenchida.

 

Sempre que erramos existe apenas, em termos racionais, um benefício possível: aprender uma qualquer lição. Mesmo para a pessoa mais estúpida é quase impossível não assimilar aquilo que até o gato escaldado conseguiu, é um desperdício repetir um erro quando não escasseiam opções nessa matéria, evitando sair escaldado (o felino ou qualquer outro animal) quando pode perfeitamente sair embaraçado, constrangido, arrependido, seja o que for que constitua uma variação relativamente ao desfecho de outros momentos de estupidez, involuntária ou não.

 

A única forma de contrariar a má influência da estupidez é ir tapando os buracos por ela deixados ao longo do percurso, evitando assim no presente os futuros tropeções em asneiras passadas. É um raciocínio elementar, ao alcance até de uma pessoa tendencialmente estúpida, e que deve prevalecer de entre todas as consequências que a estupidez possa acarretar.

Agindo dessa forma sensata e prudente, a pessoa sente-se um nadinha menos estúpida e isso já faz valer a pena o esforço mental requerido para as conclusões mais elementares.

Parece simples, posto desta forma. E é.

 

Assim sendo, e porque hoje é segunda-feira (algo que influencia sobremaneira o discernimento da pessoa, estúpida ou não), resta-me desejar-vos, aos poucos que por aqui ainda passam, uma semana decente e ao longo da qual consigam rentabilizar o potencial desta posta como eu próprio o tentarei.

publicado por shark às 10:17 | linque da posta | sou todo ouvidos