OS LÁBIOS LÍBIOS QUE UMA BALA ASSASSINA CALOU

Embora muitos o neguem, a Blogosfera é uma comunidade e reúne pessoas de todo o planeta em torno de uma plataforma de comunicação comum.

Se em Portugal blogar não passa de um mero exercício de liberdade de expressão e criativa, noutros países já se revelou na verdadeira essência para que foi criada.

A Blogosfera é um símbolo de liberdade e ainda que nos países ocidentais essa vertente se encontre relativamente adormecida, em países como a Líbia o esforço de quem bloga é direccionado precisamente para a luta por direitos elementares que temos por dados adquiridos mas as lições do passado, os factos do presente e as perspectivas do futuro desmentem nessa condição.

 

Mohammed Nabous, um jovem engenheiro de telecomunicações líbio, blogueiro apanhado no centro de um furacão daqueles com que a História varre realidades e nos molda novos caminhos, podia ter escolhido o silêncio ou mesmo a deserção.

Contudo, e apesar (ou por isso mesmo) de estar à espera do seu primeiro filho, entendeu lutar com este meio ao nosso alcance por um futuro que queria melhor para o seu país. Foi um dos rostos mais visíveis da revolta do povo líbio, divulgando os factos que aconteciam em seu redor, testemunhando a revolução que se tornou numa guerra civil que acabou por apanhá-lo sob a forma de uma bala de um sniper cobarde quando cumpria aquilo que abraçou como a sua missão.

 

Era um homem corajoso e morreu como um mártir a lutar, entre outros, pelo direito a blogar as verdades que um regime tirano preferiria escondidas.

Merece todo o nosso respeito e nada menos do que o estatuto de um dos nossos mais destacados heróis.

publicado por shark às 15:11 | linque da posta | sou todo ouvidos