A POSTA QUE NÃO ESTOU A FALAR DE POLÍTICA

Quando um gajo sofre as pressões externas e internas que ele tem aguentado, sabendo que não terá mais dificuldades na vida depois de ter sido Primeiro-Ministro de um país, com toda a gente a apontá-lo como bode expiatório de tudo quanto corre mal, responsabilizando-se directamente por uma equipa por si escolhida mas de entre as opções que já toda a gente percebeu são escassas e mesmo assim tem-os no sítio para afirmar que se houver eleições recandidata-se outra vez esse gajo mostra os tomates necessários para liderar um país em crise e isso eu não consigo distinguir em nenhum dos seus potenciais sucessores.

publicado por shark às 21:52 | linque da posta | sou todo ouvidos