CDS-PP VAI ABSTER-SE E APROVAR O ORÇAMENTO

Hoje ao meio-dia o CDS-PP vai anunciar a sua posição oficial acerca do Orçamento.

E este vosso zandinga com barbatana, que de política não percebe mesmo nada, entendeu apostar num cenário que ninguém parece ter considerado como hipótese:

Paulo Portas, essa raposa da política, vai tirar o tapete a Passos Coelho recebendo em troca a satisfação da sua única exigência premente, a revisão dos números relativos à sua querida lavoura.

Acredito, neste sofá de analista amador, que o PP (de Paulo Portas ou de Partido Popular, vai dar ao mesmo) já percebeu que votar contra o Orçamento esvaziará a iniciativa do partido na matéria, colando-o às posições já definidas pelos partidos mais à esquerda e, pior ainda, roubando-lhe uma oportunidade de ouro para assumir o protagonismo mediático e ao mesmo tempo abrindo caminho para um governo de coligação quando chegar a hora de o eleitorado ter hipótese de ajustar contas.

 

Eu sei que estou a apostar no cavalo errado, ou pelo menos naquele que menos apostas reúne, e por isso ficará aqui publicado mais um embaraço meu que só ajuda a consolidar a humildade de que tanto necessito para me tornar numa pessoa melhor. Porém, se percebo alguma coisa de pessoas acredito que Portas já terá equacionado as opções que lhe restam e avaliado os prós e os contras de cada uma delas. E se o PP anunciar hoje que viabilizará o Orçamento (depois da chamada proverbial para Teixeira dos Santos garantindo-lhe o papel de Messias da lavoura em troca dessa rasteira capaz de deixar Passos Coelho a falar sozinho e sem capacidade negocial para qualquer tipo de exigência).

A coisa ainda piora se tivermos em conta a noção de que numa primeira fase, mais espontânea, ficou no ar a ideia de que Passos Coelho preferiria a ruptura inerente ao voto contra o Orçamento que mais parece o anúncio do Juízo Final.

 

Assim sendo, vejo na minha bola de cristal uma surpresa. E se acertar, não terei muitos consagrados a partilhar essa pequena glória...

(E se falhar deixo claro o quanto nem o Paulo Portas consegue ter a visão requerida a um líder de oposição para merecer um cargo governativo).

publicado por shark às 10:45 | linque da posta | sou todo ouvidos