AMBIDESTRO MANETA

É difícil entender a fixação da direita de Portas no rendimento social de inserção em vez de reclamar, por exemplo, uma tributação justa aos lucros da banca.

Mas também não é simples de aceitar a obsessão da esquerda de Jerónimo na greve como forma de luta num momento delicado para a economia nacional em vez de direccionar a capacidade de mobilização dos comunistas para realizações positivas que ajudem a nação e os provem uma alternativa de poder nesta fase conturbada durante a qual sobra pouca paciência para boicotes à produtividade que se sabe mais necessária que nunca.

publicado por shark às 21:42 | linque da posta | sou todo ouvidos