OLHA AGORA E SORRI

 

Olha como o mar persiste no fustigar das rochas que lhe travam o caminho para a terra prometida que pretende reclamar como sua.

Olha como a terra resiste às bofetadas das ondas que lhe beliscam a pele endurecida pelo mar agitado que sabes influenciado pela lua.

Concentra a tua atenção nesse amor (que por vezes parece de perdição) como o destino o oferecer e não permitas que te faça doer no coração a saudade ou outra coisa qualquer que sintas como má, oferece-lhe em troca daquilo que sabes ser capaz, resistência de mulher, tenaz, enquanto tiveres a consciência da força que um amor assim te dá.

Abraça a certeza de um amanhã apaixonado e reprime essa tristeza vã que abre brechas na tua solidez, cada lágrima como um grão de areia da rocha que se desfez, vulnerável.

Reúne toda a tua confiança e abraça a esperança de dias melhores quando a maré baixar sob a luz de um luar que testemunha os amores inesquecíveis desde o tempo em que o amor foi inventado.

Acredita que é este o momento de viveres o teu tempo com mais alegria até, aproveitando a subida da maré para conquistares o teu espaço, para acolheres no teu regaço os cabelos que precisas percorrer com os teus dedos sensíveis.

Agarra as oportunidades que são realidades tangíveis deste presente que o destino te ofereceu e deixa-te subir ao céu sem medo de caíres depois desse sonho vivido a dois que te arrasta no turbilhão da mais intensa emoção que consegues experimentar.

Permite-te amar como jamais no passado porque este sonho acordado não dá sinais de fraqueza e isso legitima toda a certeza de que a aposta no futuro não será um tiro no escuro.

Entrega-te ao instinto, a tudo aquilo que o coração te diz, e luta por todos os meios por algo que te faça feliz sem cederes, resistente, às agressões como as sintas do ambiente que te rodeia.

Percorre o teu tempo com a alma descalça sobre a areia que apenas realça a tua vontade de persistir nessa verdade do que queres sentir e reclamas como teu direito.

 

Abre sem medo o peito aos lábios sôfregos do teu amor e esquece então qualquer dor que te possa minar a determinação, recebe os seus beijos tão perto do coração e olha para o mar na sua insistência em conquistar o impossível como lhe deve parecer.

 
Olha também para a terra que não se deixa vencer.

E confia que és capaz de encontrar em ti toda a paz necessária para conseguires viver esta história como um romance interminável, melhor ainda em cada dia a seguir.

 

Como um tempo agradável para viveres a sorrir.

 

publicado por shark às 11:42 | linque da posta | sou todo ouvidos